PUBLICIDADE
IPCA
0,24 Ago.2020
Topo

Com queda de 7% no PIB, Austrália volta a entrar em recessão após 30 anos

País atravessava 30 anos de crescimento contínuo e não foi afetado pela crise mundial de 2008 - Getty Images/iStockphoto
País atravessava 30 anos de crescimento contínuo e não foi afetado pela crise mundial de 2008 Imagem: Getty Images/iStockphoto

02/09/2020 07h40Atualizada em 02/09/2020 07h48

A Austrália registrou sua primeira recessão desde 1991, com a contração da economia em 7% durante o segundo trimestre de 2020, devido à pandemia da covid-19. Os dados foram divulgados hoje pelo governo local.

Esta é a contração mais rápida registrada na história do país, que atravessava 30 anos de crescimento contínuo e não foi afetado pela crise financeira mundial de 2008, de acordo com Michael Smedes, do Escritório Australiano de Estatísticas (ABS). Ele explicou que a pandemia e as medidas adotadas para combater o coronavírus provocaram a contração "sem precedentes".

Um país entra em recessão quando acumula dois trimestres negativos consecutivos. A economia australiana havia sofrido uma queda de 0,3% no primeiro trimestre.

O governo desbloqueou bilhões de dólares para atenuar o impacto econômico da pandemia, mas a economia também foi afetada pelo confinamento parcial dos últimos meses. Mais de um milhão de pessoas perderam o emprego por conta da crise sanitária.

Confinamento rigoroso

Um confinamento muito mais rigoroso está agora em vigor para cinco milhões de habitantes de Melbourne, que vive uma segunda onda de contágios que certamente prejudicará ainda mais o rendimento econômico do país no trimestre em curso. As fronteiras internacionais do país continuam fechadas.

Desde o início da pandemia, a Austrália registrou 25.923 casos e 663 óbitos pela covid-19, segundo balanço da Universidade Johns Hopkins.