Bolsas

Câmbio

Demanda da TAM no Brasil cai 2,6% em 2015


A TAM, maior companhia aérea brasileira por passageiros-quilômetros transportados (RPK, na sigla em Inglês), teve retração de 2,6% na demanda acumulada ao longo de 2015 ante o desempenho de 2014, informou a holding Latam - dona da TAM e da LAN, em nota divulgada nesta segunda-feira.

A retração foi mais forte em dezembro, quando a companhia perdeu 10,6% nesse indicador.

A empresa transportou ao longo de dezembro de 2015 um total de 2,666 milhões de passageiros no mercado brasileiro, universo 11,7% menor que em igual mês de 2014. No ano de 2015, a TAM embarcou 32,139 milhões de pessoas, queda de 4% ante o ano anterior.

A taxa de ocupação teve variações negativas também, mas menores. Foi de 0,4 ponto percentual, para 81,9%, em dezembro, e de 0,1 ponto percentual, para 81,6% ao longo de 2015 ante 2014.

Mas essa taxa de ocupação só foi sustentada graças à forte redução de capacidade. A TAM cortou em 10,1% a oferta - em assentos-quilômetros transportados (ASK, na sigla em Inglês) em dezembro na comparação anual, fechando 2015 com uma disponibilidade 2,5% inferior à apresentada em 2014.
LAN cresce
Os números da TAM diferem do desempenho do grupo Latam - dono da aérea brasileira e das empresas LAN, no Chile, Argentina, Peru e Colômbia. A demanda apurada pela holding cresceu 4,3% nos mercados domésticos de língua espanhola em dezembro na comparação anual e 5,3% em 2015 ante 2014.

Nesses mercados, a Latam aumentou a oferta em 3,6% em dezembro e em 4,8% em 2015, melhorando a taxa de ocupação em 0,6 ponto percentual (para 81,7%) e 0,4 ponto percentual (a 80,9%), respectivamente, no último mês e no exercício de 2015.



Internacional avança

Nas rotas internacionais, a demanda apurada agregada pela holding Latam também cresceu. A expansão foi de 10,1% no mês de dezembro de 2015 e de 5,4% no acumulado do ano passado sobre 2014.

Levando em conta todo o sistema da empresa, o tráfego de passageiros da Latam cresceu 2,1%, enquanto a capacidade aumentou 2,3%. Como resultado, a taxa de ocupação para o mês diminuiu 0,2 ponto percentual, alcançando 82,6%. O tráfego internacional de passageiros representou aproximadamente 53% do tráfego total de passageiros no mês.

Segundo a Latam, a demanda de carga continua enfraquecida, especialmente nos mercados doméstico e internacional do Brasil. "Além disso, a diminuição das exportações sazonais da América Latina contribuiu para a baixa demanda de carga" informa a holding em nota divulgada na manhã desta segunda-feira.

Como resultado, o tráfego de carga do Grupo Latam recuou 11,2% em dezembro e a taxa de ocupação de carga diminuiu 6,1 pontos percentuais, registrando 54,1%. "A companhia segue ajustando a capacidade de carga por meio de uma redução na operação cargueira, que resultou em uma queda de 1,3% dos ATKs em dezembro", informa a Latam.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos