Déficit nas contas externas em janeiro fica abaixo das previsões

O Brasil registrou em janeiro déficit de US$ 4,817 bilhões nas suas transações correntes. A cifra ficou abaixo dos US$ 6,7 bilhões previstos pelo Banco Central (BC). O rombo foi coberto integralmente pelos recursos que ingressaram em investimentos diretos, que somaram R$ 5,455 bilhões no mês.

Para o ano, a projeção é de um déficit nas contas externas de US$ 41 bilhões ou 2,69% do Produto Interno Bruto (PIB), após resultados negativos de US$ 58,9 bilhões em 2015 e US$ 104 bilhões em 2014.

Medida em 12 meses, a diferença entre o que país gastou e o que recebeu nas transações internacionais relativas a comércio, serviços, rendas e transferências unilaterais alcançou US$ 51,557 bilhões, o equivalente a 2,94% do PIB estimado pela autoridade monetária. Nos 12 meses encerrados em dezembro, o déficit foi de 3,32% do PIB.

Em discursos recentes, o presidente do BC, Alexandre Tombini, e diretores da instituição têm destacado o intenso e consistente do ajuste das contas externas, com a balança comercial apresentando superávits crescentes, aumento da competitividade externa e substituição de importações.

Investimento direto

O Investimento Direto no País (IDP) somou R$ 5,455 bilhões em janeiro, acima da previsão de US$ 4,6 bilhões feita pelo BC. Para 2016, a autoridade monetária estima ingresso de US$ 60 bilhões ou 3,94% do Produto Interno Bruto (PIB), depois de entrada de US$ 75 bilhões em 2015.

Em 12 meses, o IDP soma US$ 74,764 bilhões, ou 4,26% do PIB, ampliação em comparação com os 4,23% do PIB vistos até dezembro. O montante é suficiente para cobrir o déficit em conta corrente de 2,94% do produto nos 12 meses até janeiro.

Além do valor destinado à participação no capital de empresas no Brasil, também são classificados como investimentos diretos os empréstimos concedidos por matrizes de empresas multinacionais as suas filiais no país e vice-versa. O retorno de investimento brasileiro no exterior também passou a integrar essas estatísticas. É como se o dinheiro tivesse saído e entrado novamente.

Os empréstimos intercompanhias responderam por ingressos líquidos de US$ 2,688 bilhões em janeiro. O investimento direto propriamente dito (participação no capital) foi de US$ 2,767 bilhões no mês passado.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos