Bolsas

Câmbio

Israel prende 12 pessoas por acusação de provocar incêndios

A polícia israelense anunciou nesta sexta-feira que prendeu 12 pessoas sob a acusação de provocarem incêndios propositalmente após o início de incêndios florestais no norte de Israel, forçando o deslocamento de 80 mil pessoas na cidade de Haifa e destruindo centenas de casas.

Os bombeiros israelenses continuam combatendo o fogo nesta sexta-feira em áreas do norte e perto de Jerusalém com a ajuda de bombeiros palestinos e equipes de emergência da Grécia, Chipre, Croácia, Itália, Rússia e Turquia.

O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, disse que também tinha aceitado ajuda oferecida por Egito e Jordânia. O líder israelense declarou que parte dos incêndios pode ter sido aumentada de forma proposital e falou de terrorismo.

O tempo seco e os ventos do leste ajudaram a acender o fogo, que começou na terça-feira e se estende por metade do país. O incêndio é o maior desde 2010, quando 44 pessoas morreram.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos