Correção: Planalto anuncia nova diretoria de Itaipu

(Diferentemente do informado na nota publicada às 17h19, o ex-diretor administrativo de Itaipu, Edésio Passos, não era suplente da senadora Gleisi Hoffmann) O Palácio do Planalto divulgou, nesta tarde, a relação completa de nomes que compõem a nova diretoria da hidrelétrica Itaipu Binacional. O novo diretor-geral brasileiro será Luiz Fernando Vianna, que assume o cargo no lugar de Jorge Samek. Ligado ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e ao PT, Samek exerce a função desde 2003. A lista com os nomes da nova diretoria ainda será publicada no "Diário Oficial da União" nos próximos dias.

Vianna é o atual diretor-presidente da Companhia Paranaense de Energia (Copel), e foi indicado pelo governador do Paraná, Beto Richa, filiado ao PSDB. Os tucanos conquistam o comando de uma das estatais mais importantes do país num momento em que reivindicam maior participação no núcleo decisório do governo de Michel Temer. Em fevereiro, o líder do PSDB na Câmara, Antonio Imbassahy (BA), assumirá a Secretaria de Governo, com assento no quarto andar do Planalto.

Marcos Antônio Baumgartner, indicado pelo ministro da Saúde, Ricardo Barros - filiado ao PP do Paraná -, assumirá o segundo cargo na hierarquia da estatal, de diretor técnico executivo. Marilice Perazzoli Collin será a nova diretoria jurídica. O novo diretor administrativo será Rubens de Camargo Penteado. O novo diretor financeiro executivo será Marcos Vitório Stamm. E o diretor de coordenação será Ramiro Wahrhaftig.

A maioria dos cargos era ocupada por indicados do PT, como Edésio Passos, ex-diretor administrativo, morto em agosto de 2016. Ele foi presidente da sigla no Paraná.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos