Bolsas

Câmbio

Bolsas de NY fecham em alta e mantêm rotina de recordes

Wall Street voltou com a corda toda do feriado prolongado do Dia dos Presidentes, ocorrido ontem. Desde o início da sessão, os principais índices acionários mantiveram-se acima dos recordes obtidos na sexta-feira passada. O otimismo desta terça construiu seu alicerce sobre o setor imobiliário, mas também recebeu combustível extra do petróleo e dos balanços corporativos.


Após ajustes, o Dow Jones fechou em alta de 0,58%, a 20.743,00 pontos, mais de 110 pontos acima do recorde obtido na sexta-feira. O S&P 500 subiu 0,60%, para 2.365,38 pontos, cerca de 15 pontos superior à máxima do último pregão da semana passada. O Nasdaq avançou 0,47%, para 5.865,94 pontos, e empurrou quase 30 pontos para cima o marco obtido no mesmo dia que seus pares de Nova York.


Apesar de as altas terem sido disseminadas, com todos os 11 setores do S&P 500 no território positivo, as locomotivas dos ganhos foram as ações de companhias do mercado imobiliário, de serviços públicos (utilities), consumo básico e energia, que tiveram avanços médios de, respectivamente, 1,31%, 1,19%, 1,12% e 0,75%.


Os papéis de companhias da cadeia de óleo e gás ganharam impulso com a subida do petróleo, que refletiu as perspectivas de uma ampliação dos cortes já feitos pela Organização de Países Produtores de Petróleo (Opep).


Os de consumo, por sua vez, beneficiaram-se dos balanços melhores que o esperado de três gigantes varejistas, WalMart, Macy's e Home Depot, divulgados hoje antes da abertura dos mercados.


As ações de WalMart terminaram em alta de 3% e lideraram os ganhos do Dow Jones. Outro componente do índice de "blue chips", os papéis de Home Depot tiveram avanço de 1,31%. Já os da Macy's encerraram estáveis.


"O cenário de fundo fundamental continua a dar suporte [às altas das bolsas], enquanto esperamos pela reforma tributária e pelas desregulamentações", afirmou Art Hogan, estrategista chefe da Wunderlich Securities. "Os investidores têm sido pacientes, mas em algum momento isso vai acabar; só não foi hoje."





Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos