Bolsas

Câmbio

Expectativa de inflação dos consumidores volta a cair em fevereiro

A expectativa mediana dos consumidores brasileiros para a inflação nos 12 meses seguintes caiu de 7,9% para 7,6% de janeiro para fevereiro, o menor valor desde janeiro de 2015, quando foi de 7,2%, informou nesta terça-feira a Fundação Getulio Vargas (FGV).Foi a terceira queda consecutiva do indicador, que agora está 3,8 pontos abaixo do mesmo mês em 2016, quando alcançou o pico da série histórica.


"As oscilações do Indicador de Expectativas de Inflação costumam a carregar informações obtidas pelos consumidores sobre a inflação recente. No momento, a percepção de desaceleração rápida da inflação nos próximos meses parece clara. Outro fato em linha com tendências observadas no passado é que a queda da inflação está ocorrendo mais rapidamente entre as famílias de renda mais elevada, com maior escolaridade e acesso à informação", afirma o economista Pedro Costa Ferreira, da FGV-Ibre.


Entre janeiro e fevereiro, a maior evolução ocorreu no intervalo mais próximo da meta [4,5% - 5,5%], que foi citado por 14,4% dos consumidores, 5,2 pontos percentuais mais que em janeiro. Apenas 7,2% dos entrevistados esperam inflação de até 4,5%.


Houve queda na percepção da inflação em todas as faixas de renda familiar, com destaque para as famílias com renda mensal superior a R$ 9.600,00, cuja previsão mediana foi de 6,4%. Entre quem ganha até R$ 2.100 mensais, a expectativa de inflação nos próximos 12 meses é de 8,5%.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos