CNC: Confiança do comércio atinge em março maior patamar em dois anos

O Índice de Confiança do Empresário do Comércio (Icec), apurado pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), atingiu 99,9 pontos em março, numa escala que vai até 200 pontos, e com o maior nível dos últimos dois anos. Na série com ajuste sazonal, o aumento mensal foi de 6,4%. Na comparação com março de 2016, a alta foi de 23,6%, nona taxa positiva nessa base de comparação.


Em nota, a economista da confederação Izis Ferreira avaliou que a menor pressão sobre os preços do varejo, assim como a taxa básica de juros em queda têm estimulado a confiança do setor varejista, ainda queos comerciantesnão enxerguem retomada mais expressiva das vendas no curto prazo. "A liberação das contas inativas do FGTS é outro aspecto positivo para aliviar, em um primeiro momento, o comprometimento da renda das famílias com dívidas", acrescentou.


Nos três tópicos usados para cálculo do indicador, houve aumentos em todas as comparações, tanto ante o mês anterior, quanto em relação a igual mês do ano passado. É o caso das condições atuais, cuja confiança subiu 16,7% ante fevereiro, com alta de 54,4% ante março de 2016; expectativas, com aumento de 4% ante o mês anterior, e expansão de 20% em comparação com março do ano passado; e investimentos, com altas de 3,2% e de 11%, respectivamente, nas mesmas comparações.


O indicador abrange pesquisas com 6.000 empresas do setor.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos