Bolsas

Câmbio

Bolsa para por meia hora após cair 10%;Tesouro cancela venda de título

(Atualizada às 10h34) Com cerca de 20 minutos de negociação, o mercanismo de limitação de perdas na bolsa brasileira - também chamado "circuit breaker" - já foi acionado, interrompendo o pregão por meia hora.


O Ibovespa registrou queda de 10,47%, para 60.470 pontos, às 10h20. Antes da suspensão, a pior queda era da ação da Cemig: 41,66%, a R$ 5,14.


Entre as estatais, Banco do Brasil (BB) tinha o pior desempenho, desabando 24,58%, para R$ 25,50.


Passados os 30 minutos de paralisação previstos no regimento da B3 (antiga BM&FBovespa), a administradora do mercado, as negociações são retomadas. Caso, após a reabertura, o índice recue 15% ante o fechamento do dia anterior - para 57.409 pontos no caso desta quinta-feira - , o pregão é suspenso por mais uma hora. Com uma queda de 20% depois da segunda reabertura - o que seria aos 54.032 pontos hoje -, os negócios são paralisados por um tempo a ser determinado e anunciado pelo diretor do pregão da Bovespa.


Por sua vez, o Tesouro Nacional informou que, em razão da volatilidade observada no mercado, está suspensa a realização de leilões de venda de quatro vencimentos de LTN e LFT que estavam programados para esta quinta-feira.


Não serão realizados, segundo o Tesouro, os leilões de LTN com vencimento em 1º de abril de 2018, 1º de abril de 2019 e 1º de julho de 2020 e as LFT de 1º de março de 2023.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos