Bolsas

Câmbio

Dólar tem avanço moderado e segue em R$ 3,30 de olho na cena política

O dólar opera em alta moderada na manhã desta terça-feira, com alguma instabilidade nos primeiros negócios. O movimento ocorre após a apresentação de denúncia de corrupção passiva contra o presidente Michel Temer pela Procuradoria-Geral da República (PGR).


A PGR deve apresentar uma segunda denúncia, por obstrução da Justiça, até a próxima segunda-feira. No mercado, aguarda-se ainda uma terceira medida, que envolveria crime de organização criminosa.


Para conter esse movimento, o governo e seus aliados querem que a Câmara analise as denúncias todas juntas, com definição de um único relator e uma única votação na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) e no plenário. É esta a Casa que decidirá sobre a denúncia: para seguir em frente a medida precisa ser aprovada por dois terços dos 513 deputados, ou seja, 342 votos. Caso isso ocorra, Temer seria afastado do cargo por, no máximo, 180 dias.


Por volta das 9h30, o dólar comercial subia 0,23%, cotado a R$ 3,3090, tendo oscilado entre a máxima de R$ 3,3115 e a mínima de R$ 3,2980 mais cedo. Ontem, a moeda fechou a R$ 3,3015.


O contrato futuro para julho, por sua vez, ganhava 0,35%, a R$ 3,3125.


O real tem o segundo pior desempenho da sessão, mas segue na mesma direção e com variações próximas de outros emergentes.Os agentes aguardam ainda o discurso da presidente do Federal Reserve (Fed), Janet Yellen, às 14h de Brasília.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos