Bolsas

Câmbio

PSD vai votar contra denúncia a Temer

A bancada do PSD na Câmara dos Deputados fechou questão nesta quarta-feira pela rejeição da denúncia contra o presidente Michel Temer (PMDB) pelo crime de corrupção passiva. Com isso, os deputados serão orientados a votarem pelo trancamento da ação penal contra o pemedebista, que só seria julgado após deixar o Palácio do Planalto.


Segundo os deputados, contudo, não está prevista punição para os dissidentes, mas eles são uma minoria no partido. Eventuais punições só seriam possíveis se a decisão tivesse passado pela Executiva nacional da legenda - o que ocorreu com outros partidos da base, como PMDB, PP e PR, em um movimento do governo para tentar engavetar a denúncia.


Os deputados se reuniram na manhã desta quarta-feira. Coordenador da bancada do PSD na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), o deputado Rogério Rosso (DF) disse que, dos 37 deputados do PSD, só quatro estão contra o governo. Outros deputados da sigla dizem que o número é maior e pode chegar a até 10.


Para o deputado Joaquim Passarinho (PA), que ainda está indeciso, o posicionamento é um voto de confiança ao governo, mas não significa apoio automático ao presidente nas próximas denúncias que a Procuradoria-Geral da República (PGR) deve apresentar em agosto contra o pemedebista. "O que ficou muito claro é que essa posição é para esta denúncia", disse.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos