ipca
0,48 Set.2018
selic
6,5 19.Set.2018
Topo

Abiquim: Volume de produtos químicos importado é recorde no semestre

24/07/2017 09h41

As importações de produtos químicos subiram 6,4% no primeiro semestre, para US$ 17,2 bilhões, enquanto as exportações somaram US$ 6,6 bilhões, com crescimento de 12,1%, de acordo com dados preliminares da Associação Brasileira da Indústria Química (Abiquim). Com isso, o déficit comercial do setor atingiu US$ 10,6 bilhões nos primeiros seis meses do ano.


Segundo a Abiquim, os resultados da balança comercial no semestre comprovam o ganho de espaço das importações frente à produção nacional. "Enquanto neste momento de crise mundial todos os países procuram estimular sua indústria, o Brasil continua adotando políticas contrárias ao desenvolvimento industrial, como a decisão de manter juros exorbitantes e o aumento de impostos, ao invés de cortar despesas", diz em nota o presidente-executivo da entidade, Fernando Figueiredo.


Em volume, as compras externas cresceram 21,2% no intervalo, com movimentação de 20,8 milhões de toneladas, um recorde desde o início da série histórica da Abiquim, em 1991.


O desempenho foi influenciado pelo elevado volume de importação de intermediários para fertilizantes, "no contexto do excelente momento do agronegócio, com safra 2016/2017 prevista como a maior da história do Brasil, de acordo com dados da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab)".


Especificamente em junho, foram importados US$ 3,3 bilhões em produtos químicos, com aumento de 3,7% ante maio e de 5,4% na comparação anual. As exportações, por sua vez, subiram 5% em relação ao verificado um ano antes e caíram 8,7% frente a maio, para US$ 1,1 bilhão.


Em 12 meses até junho, o déficit comercial de produtos químicos alcançou US$ 23,3 bilhões, praticamente estável em relação aos US$ 23 bilhões apurados no ano anterior.

Newsletters

Receba dicas para investir e fazer o seu dinheiro render.

Quero receber

Mais Economia