Bolsas

Câmbio

Juros futuros operam perto da estabilidade de olho em agenda da semana

Os juros futuros operam bem próximos da estabilidade nesta segunda-feira. Os vencimentos mais longos mostram leve viés de alta, num aparente ajuste técnico, após a queda no fim da semana passada. O movimento foi direcionado na ocasião pelo alívio do risco fiscal após o governo anunciar novas iniciativas para alcançar a meta de 2017, de déficit primário de R$ 139 bilhões. Nos vértices mais curtos, os agentes financeiros aguardam a decisão do Comitê de Política Monetária (Copom) na quarta-feira.


A aposta majoritária no mercado é de que o colegiado do Banco Central (BC) reduzirá a taxa básica de juros em 1 ponto percentual, mesmo ritmo da última decisão. A precificação na curva de juros gira em torno de 90% de chance de um movimento dessa magnitude. Caso a expectativa se confirme, a Selic cairá para 9,25%, voltando a ter apenas 1 dígito pela primeira vez desde 2013.


A elevação dos impostos sobre os combustíveis, anunciada na semana passada, provocou uma elevação nas estimativas para o IPCA deste ano no boletim Focus, para 3,33%. No entanto, taxa esperada continua bem abaixo da meta inflacionário de 4,5% perseguida pelo BC, o que deixa espaço para a continuidade no ritmo de corte de juros. O IPCA esperado para 2018 se manteve em 4,20%


Por volta das 10h30, o DI janeiro/2018 cedia a 8,520%, ante 8,535% no ajuste anterior, e o DI janeiro/2019 operava a 8,390%.


Entre os vencimentos mais longos, o DI janeiro/2021 subia a 9,480%, de 9,440%.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos