Estoque de crédito sobe 0,4% em junho e soma R$ 3,078 trilhões, diz BC

O saldo das operações de crédito do sistema financeiro subiu 0,4% em junho, para R$ 3,078 trilhões. Em 12 meses, houve queda, de 1,6%. Para 2017, o Banco Central (BC) estima um crescimento de 1% para o crédito. Em 2016, o estoque caiu 3,5% e marcou o pior ano para o mercado de crédito desde a adoção do Plano Real em 1994.


Como proporção do Produto Interno Bruto (PIB) estimado pelo BC, o estoque de operações caiu de 48,6% em maio para 48,5% um mês depois.


O saldo total do crédito livre avançou 0,6% em junho, em relação ao mês anterior, para um total de R$ 1,531 trilhão. Em 12 meses, houve recuo de 2,4%. O crédito direcionado avançou 0,2% em junho, atingindo o volume de R$ 1,546 trilhão. Em 12 meses, a queda foi de 0,9%.


Ainda no sexto mês deste ano, o saldo total de crédito para as famílias aumentou 0,5%, chegando a R$ 1,595 trilhão. Houve elevação de4,3% em 12 meses.Para as empresas, o avanço no mês foi de 0,3%, chegando a um total de R$ 1,482 trilhão. Medido em 12 meses, porém, foi registrada baixa, de 7,3%.


Os empréstimos com recursos livres são aqueles cujas taxas são definidas livremente entre os bancos e os tomadores em cada operação. Incluem, por exemplo, cheque especial, cartão de crédito e financiamento de veículos.


O crédito direcionado é composto por operações cujos juros ou cuja fonte de recursos são definidos pelo governo, como o financiamento habitacional e o crédito rural, por exemplo.


Concessões


O sistema financeiro concedeu em junho 4% a mais em novos empréstimos e financiamentos, comparativamente a maio. O número divulgado pelo BC leva em conta as concessões totais em cada mês. Em 12 meses, as concessões diminuíram 4,5%. Considerando a média por dia útil, houve aumento 9% na comparação com maio.


As concessões para empresas registraram alta enquanto as operações com famílias tiveram recuo. Na comparação dos volumes acumulados em cada mês, as concessões para clientes corporativos aumentaram 14,6% ante o mês anterior, somando R$ 133,1 bilhões em junho.Para as famílias, o sistema financeiro concedeu R$ 160 bilhões em novos empréstimos e financiamentos, 3,4% abaixo do que tinha concedido no mês anterior.


Sob o ponto de vista do tipo de recurso usado pelas instituições para dar o crédito, a concessão com recursos livres subiu 2,1% e com recursos direcionados aumentou 21,8% no sexto mês.


O BC apontou ainda que as concessões no crédito direcionado apresentaram elevação de 17% nas operações com pessoas físicas, enquanto foi registrado um aumento de 28,5% nas operações com empresas.


Quando são consideradas as concessões no crédito livre, o volume subiu 13,1% nas operações com empresas e encolheu 5,5% nas operações com as famílias.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos