PUBLICIDADE
IPCA
0,87 Ago.2021
Topo

Na Telefônica, dados somam mais de dois terços da receita de serviços

25/10/2017 10h26

Dados continuam a ganhar cada vez mais valor nos resultados da companhia, passando a representar 68% das receitas de serviços no terceiro trimestre, enquanto voz mantém perdendo posição.


Como resultado da evolução de dados, a receita líquida de serviço móvel cresceu 3,7% no terceiro trimestre no comparativo anual. O impulso foi dado pela receita de dados digitais e de serviços digitais, que cresceu 28,2% sobre igual período de 2016.


No trimestre, a representatividade da receita de dados e serviços digitais sobre a receita líquida de serviço móvel aumentou para 72,9%.


Já no negócio da rede fixa, a receita evoluiu 0,5%, sob influência positiva, principalmente, da expansão das receitas de banda larga e dados corporativos. A Telefônica afirma que o resultado poderia ter sido maior, mas houve o impacto do corte da tarifa de ligação fixo-móvel e redução da tarifa de interconexão, no serviço de voz.


Já a receita de banda larga cresceu 19,2% no comparativo anual, impulsionada pela evolução das receitas de ultrabanda larga, que já representa 61,8% da receita total de banda larga no período. Segundo a companhia, isso mostra seus esforços na migração de clientes para velocidades mais altas. Além disso, a Telefônica informa que ampliou sua presença no mercado ao expandir a rede de fibra até o domicílio (FTTH, na sigla em inglês) para novas cidades.


Em TV por assinatura, a companhia registrou queda de 0,5% na receita no comparativo anual. Apesar disso, afirma que no sistema de IPTV, que usa o protocolo internet, a receita cresceu 76,8%, devido à estratégia mais seletiva para este serviço.


A companhia registrou 97,6 milhões de acessos no terceiro trimestre. Do total, 74,6 milhões eram móveis, 1,5% a mais que no ano passado. Isso lhe dá a liderança de mercado, com 30,8% de participação em agosto de 2017, segundo dados da Agência Nacional da Telecomunicações (Anatel).


No negócio fixo, os acessos totalizaram 23,1 milhões, um recuo de 2,7% em relação ao terceiro trimestre do ano anterior, devido a uma redução de clientes de voz. A banda larga fixa continua em evolução, com 7,5 milhões de clientes, um avanço de 1,9% no comparativo anual. A base de clientes em fibra óptica cresceu 8,7% no período, para 4,5 milhões de acessos.


Fluxo de caixa


O fluxo de caixa operacional da Telefônica atingiu R$ 5,4 bilhões nos nove primeiros meses de 2017, 12,6% acima no comparativo anual. O indicador é calculado pela diferença entre o juros antes de impostos, amortização e depreciação (Ebitda) e investimentos de capital.


Leia mais:


Ganho da Telefônica Brasil cresce quase 30% no trimestre

PUBLICIDADE