Moody's confirma ratings da Cemig e revisa perspectiva para estável

A agência de classificação de risco Moody's confirmou os ratings em B3 e B2.br, em escala global e nacional, respectivamente, para a Cemig e ao mesmo tempo revisou a perspectiva das notas para estável. A ação conclui a revisão para rebaixamento iniciada em 31 de outubro.


As notas refletem a combinação de eventos que melhoraram as necessidades de liquidez e refinanciamento da Cemig relacionadas a dívidas que vencem até dezembro deste ano, segundo a Moody's.


Desde a revisão para rebaixamento, a empresa conseguiu precificar US$ 1 bilhão em eurobonds, alcançar um acordo co,m seus principais bancos para reperfilar cerca de R$ 3,9 bilhões em dívidas, honrar uma parcela substancial das obrigações de venda de ações relacionadas à Light e fazer progressos significativos em relação ao aumento de capital que deverá levantar até R$ 1,3 bilhão até 14 de dezembro, citou a agência.


Tendo em vistas esses eventos, a Cemig levantou fundos suficientes para refinanciar suas obrigações de dívida imediata, destacou a Moody's. Os próximos vencimentos relevantes são um valor em aberto de R$ 593 milhões referente a opções de venda da Light em novembro de 2018 e de R$ 842 milhões devidos pela Cemig GT em dezembro do ano que vem.


De acordo com a agência, as notas de crédito da Cemig também levam em conta a posição de mercado da companhia e sua relevância econômica como uma das maiores empresas de energia elétrica integradas no Brasil e capacidade instalada de geração de 5,5 gigawatts (GW).

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos