Bolsas

Câmbio

Abicalçados: Desabastecimento paralisa quase 50% da indústria

Levantamento feito entre as principais empresas produtoras de calçados indicou que 49% da força de trabalho da indústria do setor está ociosa devido ao desabastecimento. Além disso, informa que em torno de 32% dos embarques de calçados prontos, equivalentes a um mês de atividades, estão em depósitos nas fábricas, à espera de condições de tráfego para encaminhamento aos compradores.

"Caso o abastecimento de insumos não se normalize, 84% das empresas serão obrigadas a suspender as atividades de manufatura no dia 1º de junho", afirmou, em nota, Heitor Klein, presidente-executivo da Abicalçados, que representa as indústrias do setor.

Ele acrescentou que, se a situação não se regularizar até o início da próxima semana, "praticamente todas as fábricas serão atingidas".

O Brasil possui 2,5 mil indústrias de calçados e mais 5 mil empresas que prestam serviços. A força de trabalho é de aproximadamente 300 mil pessoas.

"Em caso da não reversão rápida da situação, o impacto atingirá mais de 230 mil trabalhadores no curtíssimo prazo", afirmou Klein.

Ele disse que os prejuízos são incalculáveis e atingem toda a sociedade. Criticou também aqueles que têm se aproveitado da situação.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos