PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Demanda interna por bens industriais cresce 1,2% em abril, aponta Ipea

19/06/2018 11h07

O consumo aparente de bens industriais cresceu 1,2% em abril, na comparação com março, feito o ajuste sazonal, segundo informou nesta terça-feira o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). O desempenho foi resultado de uma alta de 1,3% na produção doméstica líquida de exportações e de avanço de 2,6% nas importações de bens industriais.

O crescimento registrado em abril foi pouco disseminado entre as grandes categorias econômicas. O segmento bens de capital foi o único a apresentar variação positiva na comparação dessazonalizada, com alta de 2,9%. Já o destaque negativo foi o segmento de bens de consumo semi e não duráveis, que recuou 1,7% ante o mês de março.

Apesar da alta em relação a março, o indicador de consumo aparente ficou negativo em 1,4% no trimestre encerrado em abril.

Na comparação anual, o forte crescimento de 11% em abril foi influenciado, em parte, pela presença de três dias úteis a mais do que igual período do ano passado. O crescimento da demanda superou a alta da produção industrial (8,9%), mensurada pela Pesquisa Industrial Mensal de Produção Física (PIM-PF) do IBGE. Tomando por base o resultado acumulado em 12 meses, a demanda continua registrando ritmo de crescimento mais intenso (4,7%) do que o apresentado pela produção interna (3,9%).

Ainda na análise anual, todos os segmentos registraram crescimento, com destaque para os segmentos bens de capital e bens de consumo duráveis, com altas de 19,9% e 18,2%, respectivamente.