ipca
-0,09 Ago.2018
selic
6,5 19.Set.2018
Topo

BC perde R$ 1,73 bi com atuação no câmbio em junho até dia 15

20/06/2018 13h25

O Banco Central (BC) tem prejuízo de R$ 1,734 bilhão com os swaps cambiais em junho até o dia 15. Em maio, a perda foi de R$ 6,877 bilhões, maior prejuízo mensal desde janeiro de 2016. E em junho do ano passado, o BC tinha perdido R$ 546 milhões. No ano a conta está negativa em R$ 11,078 bilhões.

O swap cambial é um derivativo que relaciona as variações na taxa de câmbio com a taxa de juros em um determinado período. De forma simplificada, o BC é ganhador quando o dólar cai e perdedor quando a moeda americana sobe ante o real.

Os swaps não são feitos para o BC ter ganhos ou perdas, mas são uma forma de oferecer proteção cambial ao mercado e de prover liquidez em momentos de instabilidade preservando as reservas internacionais. Atualmente o estoque de contratos está na casa dos US$ 63 bilhões, e seguirá subindo já que o BC tem feito novas ofertas líquidas de contrato para conter a volatilidade no mercado.

No lado das reservas internacionais quando convertidas para reais, o ganho em junho até o dia 15 estava em R$ 7,288 bilhões. Em junho do ano passado a variação tinha sido positiva em R$ 16,388 bilhões. No ano, a conta é positiva em R$ 135,332 bilhões.

As perdas com swaps impactam a conta de juros do governo geral e o resultado nominal no mês em que ocorrem. Já a variação com reservas gera ganho meramente contábil, mas pela legislação atual é repassado semestralmente ao Tesouro. Os recursos são depositados na Conta Única e ajudam o governo a pagar dívidas, contribuindo, assim, para a manutenção da regra de ouro, que proíbe a emissão de dívida para pagamento de despesas correntes.

Mais Economia