PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

O que são e para o que servem as barbatanas embaixo da asa dos aviões?

iStock
Imagem: iStock

Vinícius Casagrande

Colaboração para o UOL, em São Paulo

26/09/2020 04h00

Embaixo das asas dos aviões há algumas estruturas que lembram uma barbatana virada para baixo. Elas avançam para além da parte traseira da asa. Embora sejam estruturas relativamente grandes, a função delas não é exatamente de aumentar a sustentação do avião, mas sim a de diminuir o arrasto (resistência do ar).

Essas peças são chamadas de carenagem de flape ou de canoa de flape. Elas servem exatamente para cobrir todo o mecanismo de acionamento do flape dos aviões, formado por diversos braços mecânicos. Além de proteger todo o sistema, essas peças contam com um formato aerodinâmico para reduzir o arrasto, deixando o voo mais eficiente e consumindo menos combustível.

A carenagem de flape é dividida em duas partes. Uma delas é fixa sob a asa, enquanto a parte posterior se move quando o flape é acionado. Dessa forma, independentemente da posição em que o flape estiver, o sistema estará sempre protegido, sem prejudicar a aerodinâmica do avião.

O formato da carenagem do flape pode mudar de acordo com o modelo e tamanho do avião. Nos grandes jatos comerciais, essa estrutura é maior e avança para trás da asa. Já nos aviões turboélices, por serem menores, a carenagem também é menor e pode ter um formato triangular.

carenagem flape - Reprodução - Reprodução
Carenagem protege todo o sistema de acionamento do flape
Imagem: Reprodução

Mas o que é o flape?

Momentos antes dos pousos e decolagens, os passageiros sentados no fundo do avião podem observar pela janela uma parte da asa se movendo para trás e para baixo. Essa peça móvel é chamada de flape e serve para aumentar a sustentação do avião em velocidades mais baixas.

O flape aumenta a curvatura da asa, proporcionando uma sustentação maior. É que a sustentação da asa depende de quatro fatores: velocidade, densidade do ar, área da asa e coeficiente de sustentação (a união do formato da asa com o ângulo de voo do avião, chamado de ângulo de ataque). É exatamente nesses dois últimos itens (área da asa e coeficiente de sustentação) que o flape atua.

Ao ser acionado, o flape altera o formato total da asa ao aumentar a sua curvatura e, dependendo do modelo usado, também aumenta a área total da asa. Com uma capacidade de sustentação maior, o avião passa a precisar de menos velocidade para se manter no ar.

Os aviões comerciais utilizam o flape do tipo Fowler. Durante o voo normal, eles ficam dentro da asa. Ao ser acionado, o flape se desloca para trás e para baixo. Com isso, além de aumentar a curvatura da asa, ele também aumenta a área total da asa. Para ser acionado, precisa de um grande mecanismo. A carenagem de flape, serve justamente para protegê-lo.