PUBLICIDADE
IPCA
+0,93 Mar.2021
Topo

Todos a Bordo

Países tinham aéreas estatais gigantes, mas foram privatizadas; relembre

Alexandre Saconi

Colaboração para o UOL, em São Paulo

02/05/2021 04h00

No início e em meados do século passado, diversos países aproveitaram a ascensão da aviação no mundo para criar suas próprias companhias aéreas, controladas pelos governos. Essas novas empresas ampliavam a conectividade das nações com outros locais do mundo, ligando as pessoas de maneira mais rápida, e levava desenvolvimento a esses países.

Embora ainda hoje existam dezenas de empresas de propriedade estatal, alguns países optaram por vender suas empresas icônicas, como British Airways, Air France e Iberia. Veja a seguir algumas das principais empresas aéreas do mundo que já foram estatais, mas acabaram sendo privatizadas no decorrer de sua história.

British Airways  - Divulgação/British Airways - Divulgação/British Airways
Imagem: Divulgação/British Airways

Nome: British Airways
País de origem: Reino Unido
Ano de fundação: 1974
Período em que foi estatal: 1974-1987
Trajetória: A British Airways surgiu após o governo inglês decidir fundir as companhias estatais British Overseas Airways Corporation, fundada em 1940, e British European Airways, criada em 1946. A decisão foi tomada com base no que ficou conhecido como Relatório Edwards, documento que reorganizou a indústria de transporte aéreo britânico. No final da década de 1970, a eleição de um governo conservador apontou para a privatização da empresa, algo que foi concretizado apenas em 1987, após a empresa passar por um período de recessão e perdas.

Air France - Eric Salard/Creative Commons - Eric Salard/Creative Commons
Imagem: Eric Salard/Creative Commons

Nome: Air France
País de origem: França
Ano de fundação: 1933
Período em que foi estatal: 1933-2004
Trajetória: A Air France surgiu no ano de 1933, como resultado da fusão de cinco companhias: Air Orient, Air Union, Farman Lines, CIDNA e mais tarde Aeropostale. Durante décadas, a empresa operou com o estado sendo seu maior acionista. Em 2004, a companhia francesa se uniu à KLM, originária dos Países Baixos. Dessa fusão, nasceu o grupo Air France-KLM, seguido da privatização da empresa.

Vasp - Flickr/Aero Icarus - Flickr/Aero Icarus
Imagem: Flickr/Aero Icarus

Nome: Vasp
País de origem: Brasil
Ano de fundação: 1933
Período em que foi estatal: 1935-1991
Trajetória: A companhia brasileira Vasp (Viação Aérea São Paulo) foi fundada por um grupo de empresários, mas logo em seus primeiros anos foi estatizada para continuar a operar. No início da década de 1990, a empresa foi privatizada, mas, em 2005, a empresa entrou com um pedido de recuperação judicial. Em 2008, após diversos adiamentos de reuniões com credores, a companhia faliu.

Iberia - Flickr/Bernal Saborio - Flickr/Bernal Saborio
Imagem: Flickr/Bernal Saborio

Nome: Iberia
País de origem: Espanha
Ano de fundação: 1927
Período em que foi estatal: 1927-2001
Trajetória: A espanhola Iberia deixou de ser propriedade do governo com sua saída da bolsa em 2001. No ano de 2011, a fusão da Iberia com a British Airways criou o grupo IAG (International Airlines Group, ou Grupo Internacional de Linhas Aéreas, em tradução livre), que até hoje mantém as marcas em seu portfólio.

aerolineas argentinas - Nathan Coats/Flickr - Nathan Coats/Flickr
Imagem: Nathan Coats/Flickr

Nome: Aerolíneas Argentinas
País de origem: Argentina
Ano de fundação: 1950
Período em que foi estatal: 1950-1990 e 2008-atualmente
Trajetória: A maior companhia aérea do país sul-americano foi fundada em 1950 como resultado da fusão das empresas Alfa, Zonda, Fama e Aeroposta, criando as Companhias Aéreas da Argentina. A companhia foi privatizada no início da década de 1990, e passou a incorporar mais uma empresa no grupo, a Austral. Em 2008, o governo argentino voltou a controlar a empresa.

TAP - Divulgação/TAP - Divulgação/TAP
Imagem: Divulgação/TAP

Nome: TAP
País de origem: Portugal
Ano de fundação: 1945
Período em que foi estatal: 1945-2015 - atualmente
Trajetória: A empresa portuguesa foi criada em 1945, quando a Segunda Guerra Mundial caminhava para o fim. No ano de 2015, a empresa foi privatizada, tendo 61% de seu capital vendido para o grupo Atlantic Gateway, formado pelos empresários Humberto Pedrosa e o brasileiro-americano David Neeleman dono das companhias aéreas Azul (Brasil) e Jet Blue (Estados Unidos). Nos anos seguintes, o governo português começou um processo para reverter a privatização e, hoje, a empresa tem 50% de seu capital público.

Avião da Lufthansa decolando - Divulgação - Divulgação
Imagem: Divulgação

Nome: Lufthansa
País de origem: Alemanha
Ano de fundação: 1953
Período em que foi estatal: 1953-1997
Trajetória: A primeira companhia aérea Lufthansa deixou de operar com o fim da Segunda Guerra Mundial. No ano de 1953, foi criada a empresa Luftag, que, no ano seguinte, comprou o nome e a marca da extinta Lufthansa, passando a operar com esse nome desde então. O governo alemão começou a vender sua parte na empresa com mais intensidade na década de 1990 e, em 1997, a companhia aérea teve sua privatização concluída.

Líneas Aereas Paraguayas  - Flickr - Flickr
Imagem: Flickr

Nome: Líneas Aéreas Paraguayas
País de origem: Paraguai
Ano de fundação: 1963
Período em que foi estatal: 1963-1994
Trajetória: A Líneas Aéreas Paraguayas operou entre as décadas de 1960 e 1994, e teve um fim gradual. Inicialmente, deixou de voar em 1994. Em 1995, com a venda a um grupo paraguaio-equatoriano, voltou às atividades como Lapsa (Líneas Aéreas Paraguayas S.A.). Por fim, foi vendida ao grupo TAM em 1996, quando o nome deixou de existir. No começo da década, chegou a ser anunciado na mídia do país o interesse de empresários em ressuscitarem a empresa, mas nada foi confirmado até hoje.