PUBLICIDADE
IPCA
+0,83 Mai.2021
Topo

Todos a Bordo

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Aviões históricos podem ser vistos de perto em exposições pelo Brasil

Grumman P-16 Tracker em exposição no Musal, no Rio de Janeiro - Sargento Johnson Barros/Força Aérea Brasileira
Grumman P-16 Tracker em exposição no Musal, no Rio de Janeiro Imagem: Sargento Johnson Barros/Força Aérea Brasileira

Alexandre Saconi

Colaboração para o UOL, de São Paulo

16/05/2021 04h00

Quem é fã de aviação no Brasil tem de garimpar as oportunidades para chegar perto dessas máquinas. Por aqui, existem poucos museus onde é possível ver de perto aviões e helicópteros.

Mesmo assim, dá para curtir as aeronaves expostas em diversos locais por vários estados. Veja a seguir alguns dos principais pontos para conhecer essas máquinas de pertinho (sem ser apenas no aeroporto).

Antes de ir, entre em contato com cada serviço para confirmar valores das entradas, horários e como está o funcionamento em decorrência da pandemia de covid-19.

Musal - Rio de Janeiro (RJ)

Réplica do 14-Bis em exposição no Musal - Sargento Johnson/Força Aérea Brasileira - Sargento Johnson/Força Aérea Brasileira
Réplica do 14-Bis em exposição no Musal
Imagem: Sargento Johnson/Força Aérea Brasileira

O Museu Aeroespacial (Musal) foi fundado em 1976 no Campo dos Afonsos, no Rio. Tem mais de 15 mil m² e um acervo de 137 aeronaves, algumas datadas do início do século 20.

Há réplicas do 14-Bis e do Demoiselle (ambos de Santos Dumont), além de aviões de guerra, como o caça Mirage 2000, e civis, como o Boeing 737-200 - VC-96, uma das duas aeronaves usadas pela FAB (Força Aérea Brasileira) no transporte presidencial de 1976 a 2010.

Atualmente, o Musal está fechado, mas disponibiliza experiências virtuais, onde é possível conhecer salas do museu ou "embarcar" nos aviões Demoiselle e 14-Bis, em uma experiência 360°.

Mais informações aqui.

Museu da Aviação Naval - São Pedro da Aldeia (RJ)

Museu da Aviação Naval - Divulgação - Divulgação
Museu da Aviação Naval
Imagem: Divulgação

Fundado em 2000, o Museu da Aviação Naval fica localizado em São Pedro da Aldeia, a 110 km do Rio. O local tem como objetivo resgatar e preservar a memória da aviação na Marinha brasileira.

O acervo do museu conta com aeronaves que foram empregadas a bordo dos navios da Marinha. Entre os helicópteros expostos, destacam-se o Bell Jet Ranger e o SH-3 Sea King.

A base aérea de São Pedro da Aldeia é a única da Marinha e ali é possível encontrar documentos, objetos históricos, além das diversas aeronaves abertas à visitação do público.

Mais informações aqui.

Memorial Aeroespacial Brasileiro - São José dos Campos (São Paulo)

Memorial em São José dos Campos (SP) armazena os destaques da indústria aeroespacial nacional - Divulgação/Lucas Mauro/Força Aérea Brasileira - Divulgação/Lucas Mauro/Força Aérea Brasileira
Memorial em São José dos Campos (SP) armazena os destaques da indústria aeroespacial nacional
Imagem: Divulgação/Lucas Mauro/Força Aérea Brasileira

O Memorial Aeroespacial Brasileiro fica em São José dos Campos (SP), e é vinculado ao Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial da Aeronáutica. Muito mais que apenas aviões, seu acervo busca manter viva a memória dos projetos de ciência e tecnologia desenvolvidos no Brasil pela Força Aérea Brasileira.

O espaço total ocupado pelo memorial é de 75 mil m², e na área de exposição externa é possível conferir oito aeronaves, um radar e oito maquetes de foguetes em tamanho natural.

Ali, além do segundo protótipo do avião Bandeirante (que deu origem à Embraer) e do AT-26 Xavante (primeiro avião a jato produzido no país), é possível encontrar o primeiro protótipo da Urna Eletrônica, maquetes em tamanho natural de veículos espaciais nacionais, além do primeiro motor de carro a álcool do país.

Mais informações aqui.

Varig Experience - Porto Alegre (RS)

DC-3 que pertenceu à Varig em exposição no Boulevard Laçador, em Porto Alegre - Divulgação/Varig Experience - Divulgação/Varig Experience
DC-3 que pertenceu à Varig em exposição no Boulevard Laçador, em Porto Alegre
Imagem: Divulgação/Varig Experience

O projeto Varig Experience teve início em 2016, com a restauração do avião modelo DC-3 de matrícula PP-ANU. A aeronave pertenceu ao antigo Museu da Varig, que foi desativado em 2005, e, após reforma, passou a receber visitas em seu interior.

No local, também é possível conhecer outros materiais que pertenceram à empresa gaúcha, como a exposição de motores e o tanque de combustível do avião Super Constellation. O Varig Experience fica localizado no shopping Boulevard Laçador, ao lado do aeroporto internacional Salgado Filho, em Porto Alegre.

Mais informações aqui.

Museu de Bebedouro (SP)

O Museu de Bebedouro (SP), criado em 1964, foi reaberto ao público em 2017 em uma parceria com o Esplendor Clube do Carro Antigo após a sua revitalização. Antigamente, era conhecido como Museu de Armas, Veículos e Máquinas Eduardo André Matarazzo, e seu acervo foi incorporado pela prefeitura da cidade paulista.

Quem visita o local pode encontrar raridades, como o Saab 90 Scandia. Ali, também está um exemplar do T-6, primeiro avião utilizado pela Esquadrilha da Fumaça, um DC-3 que pertenceu à Varig, um helicóptero Sikorsky S-51 Dragonfly e o Gloster Meteor, que voou na Aeronáutica.

No museu, também estão em exposição diversos carros antigos e materiais bélicos. Para os fãs de futebol, o avião DC-6 da Vasp, que transportou a seleção brasileira campeã em 1958, está disponível para visitação.

Mais informações aqui.

Airport Events - Araraquara (SP)

Dois Boeings 737-200 que pertenciam à Vasp em exposição em Araraquara - Divulgação - Divulgação
Dois Boeings 737-200 que pertenciam à Vasp em exposição em Araraquara
Imagem: Divulgação

Em 2012, o comandante Edinei Capistrano já havia levado um dos Boeings 737-200 que pertenceram à Vasp para a cidade de Araraquara (SP). Em 2014, ele repetiu a façanha, e incorporou mais um exemplar à sua coleção.

Hoje, ele mantém a Airport Events, um espaço particular aberto à visitação do público, que pode conhecer os dois aviões restaurados, tanto por dentro quanto por fora. Uma das aeronaves foi transformada em restaurante, e é possível alugá-las para eventos, passeios, treinamentos e gravações.

Mais informações aqui.

"Sucatinha" - Foz do Iguaçu (PR)

Quem viaja para Foz do Iguaçu (PR), na região da tríplice fronteira, pode conhecer um clássico da aviação brasileira que esteve em operação na FAB (Força Aérea Brasileira) por 34 anos. O FAB 2115 - VC-96, também conhecido como "sucatinha", transportou os presidentes brasileiros de Ernesto Geisel, em 1976, a Lula, em 2010, quando foi aposentado.

Atualmente, ele se encontra no heliponto da Helisul, ao lado do aeroporto de Foz do Iguaçu, na avenida das Cataratas. A visitação ao avião está fechada durante o período de pandemia, mas será reaberta nos próximos meses após uma reforma para melhorar a infraestrutura do local.

Mais informações pelo telefone (45) 3529-7474.

Memorial da FAB na Amazônia - Belém (PA)

Avião anfíbio Catalina, que está em exposição no Memorial da FAB na Amazônia - Sargento Johnson/Força Aérea Brasileira - Sargento Johnson/Força Aérea Brasileira
Avião anfíbio Catalina, que está em exposição no Memorial da FAB na Amazônia
Imagem: Sargento Johnson/Força Aérea Brasileira

No Memorial da FAB na Amazônia, em Belém (PA), é possível encontrar o Douglas C-47 Skytrain (versão militar do DC-3) e o helicóptero H-1H, também conhecido como "Sapão" e "Hzão" (helicóptero que ficou famoso na Guerra do Vietnã). O local mantém um amplo acervo de aeronaves marcantes e documentos da história da aviação na região amazônica.

Um dos destaques das aeronaves expostas é o PBY Catalina, um hidroavião bimotor da época da Segunda Guerra Mundial que era utilizado para voar em meio à floresta, já que conseguia pousar nos rios.

Mais informações por meio do telefone (91) 3204-9109.