Bolsas

Câmbio

Informações sobre o álbums
  • editoria:
  • galeria:
  • link: http://economia.uol.com.br/agronegocio/album/2014/02/13/bicho-da-seda-morre-desidratado-para-tecer-fios-conheca-producao.htm
  • totalImagens: 24
  • fotoInicial: 1
  • imagePath:
  • baixaResolucao: 0
  • ordem: ASC
  • legendaPos:
  • timestamp: 20140213153448
    • Agronegócio [63711]; Bicho-da-seda [11401];
Fotos

A matéria-prima da seda vem do casulo feito por uma lagarta, o bicho-da-seda (Bombyx mori). Um animal produz sozinho um fio único de seda, que pode chegar a 1,3 km de extensão. No fim do processo, a lagarta é morta por desidratação e depois escaldada para o casulo ser desfeito. A Bratac é uma empresa brasileira que está há mais de 70 anos no setor, e deve produzir neste ano cerca de 400 mil toneladas de fio. Clique nas fotos acima para saber mais Eduardo Anizelli/Folhapress Mais

O primeiro passo para a produção da seda é a reprodução das mariposas; elas irão botar os ovos de onde sairão as larvas que tecem os casulos. A empresa Bratac tem uma unidade em Bastos (SP) onde mantém mais de 300 raças para a reprodução. Na foto, uma mariposa fêmea (esquerda) acasala com um macho Bratac/Divulgação Mais

Cada mariposa do bicho-da-seda bota de 400 a 500 ovos (aumentados 10 vezes na foto), que são colocados em câmaras mantidas a temperaturas de 24°C a 25°C e umidade de 80% a 90% Bratac/Divulgação Mais

As larvas do bicho-da-seda nascem com 0,0004 g depois de 10 a 12 dias em câmaras especiais, com temperatura e umidade controladas. Elas são mantidas pela Bratac em quatro fazendas próprias: uma em Bastos (SP) e três no Paraná Bratac/Divulgação Mais

Como a larva do bicho-da-seda se alimenta exclusivamente de folhas de amoreira, a Bratac mantém áreas de plantio próximas às criações. Na foto, agricultores colhem ramos de amoreira na cidade de Astorga (PR) Fernando Cremonez/UOL Mais

A primeira fase de vida do bicho-da-seda, chamada de primeira idade, dura cerca de quatro dias. Nessa época, as larvas pesam cerca de 0,0004 g e são alimentadas com folhas de amoreira picadas Bratac/Divulgação Mais

A segunda idade do bicho-da-seda é atingida com quatro dias e dura apenas outros três. Nesse período, o bicho-da-seda tem 15 vezes o peso com o qual nasceu. Na foto, larvas na segunda idade se alimentam de folhas de amoreira Bratac/Divulgação Mais

A partir da terceira idade, quando as larvas do bicho-da-seda têm cerca de 11 dias de vida, são enviadas em caixas pela Bratac a 2.500 produtores, que as engordam com folhas de amora até que formem casulos. Cada produtor recebe de 4 a 5 caixas, cada uma com 33 mil larvas Fernando Cremonez/UOL Mais

Com 11 dias, a larva chega à quarta idade, e já é 2.000 vezes mais pesada do que quando nasceu. Com 15 dias, atinge a quinta idade (foto), quando tem 5 g, ou 12,5 mil vezes o seu peso original. A quinta fase dura mais sete dias, depois dos quais as larvas começam a tecer o casulo Fernando Cremonez/UOL Mais

Quando as larvas de bicho-da-seda atingem 22 dias de vida, uma estrutura feita de quadros de papelão com divisórias, que fica suspensa sobre a criação, é baixada para que as larvas a escalem. Cada larva ocupa uma divisória, na qual começa a formar seu casulo Fernando Cremonez/UOL Mais

Depois que as todas as larvas ocupam as divisórias dos quadros, a estrutura de papelão é novamente suspensa. Na foto, o produtor Élio Tondato, de Astorga (PR), segura um quadro com casulos, que são tecidos em três dias Fernando Cremonez/UOL Mais

Cada larva de bicho-da-seda produz seu casulo com um único fio, que pode chegar a 1,3 km de extensão. O casulo fica pronto em três dias Fernando Cremonez/UOL Mais

Os casulos de bicho-da-seda são retirados dos quadros de papelão e colocados em caixas para serem levados à indústria, onde será obtido o fio de seda Fernando Cremonez/UOL Mais

Assim que ficam prontos, os casulos são enviados para a fábrica da Bratac em Londrina (PR) o mais rápido possível, para que as larvas sejam abatidas. Os casulos são aquecidos em temperaturas de até 105° C, o que mata o bicho-da-seda desidratado Fernando Cremonez/UOL Mais

As larvas são abatidas dentro dos casulos antes que se desenvolvam o suficiente para danificar os fios de seda. Na foto, um bicho-da-seda em forma de crisálida, já morto, é retirado de um casulo aberto Fernando Cremonez/UOL Mais

Depois de secos, os casulos contendo os bichos-da-seda são selecionados. Aqueles que apresentam defeitos e manchas são utilizados para a produção de seda de menor qualidade Fernando Cremonez/UOL Mais

Depois de secos, os casulos contendo o bicho-da-seda podem ser estocados por até um ano. Antes de serem usados para obtenção da seda, eles são cozidos na água para se reidratarem, o que facilita o trabalho de desenrolar o fio Fernando Cremonez/UOL Mais

Os casulos de bichos-da-seda que são danificados durante o cozimento são separados por funcionários da fábrica, e também são usados para a produção de fios de seda de menor qualidade Fernando Cremonez/UOL Mais

Uma máquina com cerdas grossas feitas de palha de arroz, chamada de "vassourinha", é usada para encontrar a ponta do fio que forma o casulo do bicho-da-seda. Como o casulo é formado por um único fio de até 1,3 km, é a partir dessa ponta que ele começa a ser desenrolado Fernando Cremonez/UOL Mais

Depois que a ponta do fio que forma o casulo do bicho-da-seda é encontrada, ele começa a ser desenrolado. Cada casulo é formado por um único fio enrolado, que mede até 1,3 km Fernando Cremonez/UOL Mais

Os fios obtidos com o desenrolamento dos casulos são unidos em meadas, termo usado na indústria para designar uma espécie de novelos de seda. Cada meada pesa 300 gramas Fernando Cremonez/UOL Mais

As meadas de fios de seda são comercializadas em pacotes de 3 kg. Cada quilo é vendido por entre US$ 80 e US$ 90 (de R$ 192 a R$ 216) a tecelagens do exterior Fernando Cremonez/UOL Mais

Depois de desfeitos os casulos para a obtenção do fio de seda, os insetos passam por uma triagem e são exportados para o Japão para a fabricação de ração Fernando Cremonez/UOL Mais

Os insetos mortos são um subproduto da indústria de seda. A Bratac vende os bichos-da-seda para empresas japonesas por US$ 1,20 (R$ 2,90) o quilo, que os utilizam para fabricar ração para peixes Fernando Cremonez/UOL Mais

Bicho-da-seda morre desidratado para tecer fios; conheça produção

Mais álbuns de Agronegócio x

Últimos álbuns de Economia

UOL Cursos Online

Todos os cursos