Bolsas

Câmbio

Ao VivoDireto da BolsaDireto da Redação

Cobertura de notícias sobre mercados, ações e investimentos no Brasil e no exterior

Dinheiro de 2 cervejas por semana renderia R$ 100 mil em ações da Ambev

Parece conversa de bar. Mas um grupo de analistas da consultoria de investimentos Suno Research resolveu levar a sério aquele papo de pegar o dinheiro que você gasta toda semana bebendo cerveja e investir no mercado financeiro para comprar ações da Ambev (ABEV3), a principal fabricante de cervejas do país, dona das marcas Skol, Antarctica e Brahma, entre outras. Sabe qual foi a conclusão? Dá para se aposentar tomando muito mais cerveja.  Leia Mais

Acionistas do Uber discutem venda de ações para SoftBank, diz agência

Acionistas do Uber e seu conselho, liderado pela empresa Benchmark, discutiram a venda de algumas de suas ações para o SoftBank Group, de Masayoshi Son, e outros potenciais investidores, noticiou a agência Bloomberg, citando pessoas familiarizadas com o assunto. O acordo pode incluir o investimento de novo capital na start-up, segundo a Bloomberg, acrescentando que ainda são incertos detalhes sobre o valor das ações ou quantos papéis o SoftBank ou outros investidores vão comprar. (Com Reuters) 

Bolsas dos EUA fecham em alta com apostas de aumento lento dos juros

Os mercados acionários dos Estados Unidos fecharam em alta nesta sexta-feira (14). Os índices Dow Jones e o S&P 500 fecharam em níveis recordes depois que dados econômicos fracos dos Estados Unidos reduziram as expectativas de mais altas de juros neste ano. O índice Dow Jones subiu 0,39%, a 21.637 pontos, enquanto o S&P 500 avançou 0,47%, a 2.459 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq avançou 0,61%, a 6.312 pontos. Na semana, o Dow subiu 1,1%, o S&P 500 avançou 1,4%, e o Nasdaq teve alta de 2,6%. (Com Reuters) 

JBS anuncia venda de divisão de confinamento e fazenda no Canadá

A JBS (JBSS3) anunciou nesta sexta-feira (14) a venda de sua operação de confinamento e de uma fazenda em Brooks, no Canadá, para a MFC Holdings por 50 milhões de dólares canadenses (US$ 40 milhões). "O acordo prevê que a MCF irá continuar fornecendo gado para a unidade de produção de carne bovina da JBS Canadá em Brooks", afirmou a JBS em nota ao mercado. (Com Reuters) 

Bolsa emenda 5ª alta e tem melhor semana em 15 meses, com salto de 5%

Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, fechou esta sexta-feira (14) em alta de 0,4%, a 65.436,18 pontos. Foi a quinta alta seguida do índice, que fechou novamente no maior nível desde 17 de maio (67.540,25), último pregão antes de ser divulgada a gravação de Joesley Batista com o presidente Michel Temer. Na véspera, a Bolsa havia subido 0,53%. Com isso, a valorização acumulada na semana é de 5%, a maior desde a semana encerrada em 15 de abril de 2016 (+5,84%). (Com Reuters)  Leia Mais

Dólar cai no dia e fecha abaixo de R$ 3,20; queda na semana é de 2,88%

dólar comercial fechou esta sexta-feira (14) em queda de 0,73%, cotado a R$ 3,185 na venda. Este é o menor valor de fechamento da moeda norte-americana desde 17 de maio (R$ 3,134). Na véspera, o dólar havia fechado praticamente estável. Com isso, a moeda acumula desvalorização de 2,88% na semana. Influenciou a sessão de hoje um ambiente mais tranquilo na cena política local. Na última semana, o governo conseguiu importantes vitórias, entre elas a aprovação da reforma trabalhista. Na véspera, também garantiu que a CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) da Câmara rejeitasse parecer favorável à denúncia contra o presidente Michel Temer (PMDB). (Com Reuters)  Leia Mais

Dólar opera em queda, vendido abaixo de R$ 3,19; Bolsa sobe

O dólar comercial caía, e a Bolsa operava em alta nesta sexta-feira (14). Por volta das 16h30, a moeda norte-americana tinha baixa de 0,82%, a R$ 3,182 na venda. No mesmo horário, o Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, avançava 0,17%, a 65.289,8 pontos. O mercado era influenciado hoje por um ambiente mais tranquilo na cena política local. Na véspera, a CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) da Câmara rejeitou parecer que recomendava a autorização para o STF (Supremo Tribunal Federal) julgar a denúncia contra Michel Temer por corrupção passiva. Nos EUA, dados fracos sobre a economia diminuem as apostas de aumento de juros no país. (Com Reuters)

Novo Refis deve afetar arrecadação do governo, diz Meirelles

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, afirmou nesta sexta-feira (14) que o Pert (Programa Especial de Regularização Tributária), conhecido como novo Refis, aprovado em comissão mista do Congresso na véspera, deve afetar a arrecadação do governo. Na avaliação de Meirelles, o programa "pode não atender às necessidades do país", e o governo pode ter de atuar com a base parlamentar para barrar o projeto. (Com Reuters) 

Dólar opera em queda, vendido abaixo de R$ 3,19; Bolsa sobe

O dólar comercial caía, e a Bolsa operava em alta nesta sexta-feira (14). Por volta das 15h30, a moeda norte-americana tinha baixa de 0,8%, a R$ 3,183 na venda. No mesmo horário, o Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, avançava 0,19%, a 65.302,57 pontos. O mercado era influenciado hoje por um ambiente mais tranquilo na cena política local. Na véspera, a CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) da Câmara rejeitou parecer que recomendava a autorização para o STF (Supremo Tribunal Federal) julgar a denúncia contra Michel Temer por corrupção passiva. Nos EUA, dados fracos sobre a economia diminuem as apostas de aumento de juros no país. (Com Reuters)

Bolsa da Inglaterra fecha em queda; França fica quase estável

Os principais índices acionários europeus registraram a melhor semana em mais de dois meses. O índice FTSEurofirst 300 subiu 0,1%, a 1.520 pontos, enquanto o índice pan-europeu STOXX 600 ganhou 0,18%, a 386 pontos. Veja as variações das Bolsas:

  • Inglaterra: -0,47%
  • Portugal: -0,31%
  • Itália: -0,14%
  • Alemanha: -0,08%
  • Espanha: -0,03%
  • França: fechou estável. (Com Reuters) 
Leia Mais

Dólar opera em queda, vendido abaixo de R$ 3,19; Bolsa sobe

O dólar comercial caía, e a Bolsa operava em alta nesta sexta-feira (14). Por volta das 14h30, a moeda norte-americana tinha baixa de 0,67%, a R$ 3,187 na venda. No mesmo horário, o Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, avançava 0,34%, a 65.399,54 pontos. O mercado era influenciado hoje por um ambiente mais tranquilo na cena política local. Na véspera, a CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) da Câmara rejeitou parecer que recomendava a autorização para o STF (Supremo Tribunal Federal) julgar a denúncia contra Michel Temer por corrupção passiva. Nos EUA, dados fracos sobre a economia diminuem as apostas de aumento de juros no país. (Com Reuters)

Dólar opera em queda, vendido abaixo de R$ 3,19; Bolsa sobe

O dólar comercial caía, e a Bolsa operava em alta nesta sexta-feira (14). Por volta das 14h30, a moeda norte-americana tinha baixa de 0,67%, a R$ 3,187 na venda. No mesmo horário, o Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, avançava 0,34%, a 65.399,54 pontos. O mercado era influenciado hoje por um ambiente mais tranquilo na cena política local. Na véspera, a CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) da Câmara rejeitou parecer que recomendava a autorização para o STF (Supremo Tribunal Federal) julgar a denúncia contra Michel Temer por corrupção passiva. Nos EUA, dados fracos sobre a economia diminuem as apostas de aumento de juros no país. (Com Reuters)

IRB Brasil planeja movimentar até R$ 2,9 bi em venda de ações

Acionistas do IRB Brasil, maior resseguradora do país, planejam movimentar até R$ 2,9 bilhões em uma oferta pública inicial de ações (IPO, em inglês). Em prospecto preliminar, a IRB informou que os acionistas venderão até 63,96 milhões de ações ao preço sugerido entre R$ 27,24 e R$ 33,65, podendo colocar no mercado lotes adicional e suplementar de 20% e 15%, respectivamente. (Com Reuters) 

Itaúsa quer expandir presença internacional da Havaianas

A holding de investimentos Itaúsa pretende expandir a presença internacional da Havaianas, ampliando o alcance da marca nos Estados Unidos, enquanto segue mantendo foco em diversificação de sua carteira de negócios. A companhia acertou nesta semana com o grupo Cambuhy compra de toda a participação da J&F na Alpargatas, dona da Havaianas, em negócio de R$ 3,5 bilhões. (Com Reuters)  Leia Mais

Grab, rival do Uber, levanta U$S 2 bi em financiamento, diz jornal

A Grab, maior rival do Uber no sudeste asiático, está levantando até US$ 2 bilhões em financiamento do japonês SoftBank Group e da principal empresa de transporte compartilhado da China Didi Chuxing, noticiou nesta sexta-feira (14) o "Wall Street Journal". O acordo, que pode ser fechado nas próximas semanas, avalia a Grab, com sede em Cingapura, em mais de US$ 5 bilhões, informou o jornal norte-americano citando pessoas familiarizadas com o assunto. (Com Reuters)

Dólar opera em queda, vendido abaixo de R$ 3,19; Bolsa sobe

O dólar comercial caía, e a Bolsa operava em alta nesta sexta-feira (14). Por volta das 13h20, a moeda norte-americana tinha baixa de 0,68%, a R$ 3,186 na venda. No mesmo horário, o Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, avançava 0,3%, a 65.374,89 pontos. O mercado era influenciado hoje por um ambiente mais tranquilo na cena política local. Na véspera, a CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) da Câmara rejeitou parecer que recomendava a autorização para o STF (Supremo Tribunal Federal) julgar a denúncia contra Michel Temer por corrupção passiva. Nos EUA, dados fracos sobre a economia diminuem as apostas de aumento de juros no país. (Com Reuters)

Dólar opera em queda, vendido abaixo de R$ 3,20; Bolsa sobe

O dólar comercial caía, e a Bolsa operava em alta nesta sexta-feira (14). Por volta das 12h20, a moeda norte-americana recuava 0,47%, a R$ 3,193 na venda. No mesmo horário, o Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, avançava 0,32%, a 65.384,94 pontos. O mercado era influenciado hoje por um ambiente mais tranquilo na cena política local. Na véspera, a CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) da Câmara rejeitou parecer que recomendava a autorização para o STF (Supremo Tribunal Federal) julgar a denúncia contra Michel Temer por corrupção passiva. Nos EUA, dados fracos sobre a economia diminuem as apostas de aumento de juros no país. (Com Reuters)

China muda forma de calcular o PIB pela 1ª vez em 15 anos

A China revisou a forma como mede o tamanho de sua economia, no primeiro ajuste do tipo desde 2002, numa tentativa de melhor alinhar seus dados com os padrões internacionais. A nova metodologia para calcular o PIB (Produto Interno Bruto), que foi aprovado pelo Conselho Estatal da China na semana passada, passará a incluir também números referentes aos setores de saúde e turismo, assim como de empresas da chamada "nova economia emergente", segundo comunicado divulgado nesta sexta-feira (14) pelo Escritório Nacional de Estatísticas. (Com Reuters)   Leia Mais

Casas Bahia deve pagar R$ 70,2 mi a Via Varejo por perdas e danos

A Via Varejo (VVAR3) informou nesta quinta-feira (13) que as Casas Bahia possuem um saldo devedor de R$ 70,2 milhões por perdas e danos, em medida prevista sob acordo de associação entre a empresa da família Klein com o Ponto Frio, do Pão de Açúcar (PCAR4), para a criação da varejista de eletroeletrônicos e móveis, de acordo com comunicado. O valor deverá ser pago em parcelas ao longo deste ano, reajustado pela taxa Selic (taxa básica de juros). Em 4 de julho, a Via Varejo havia informado que um acordo entre a companhia e o Pão de Açúcar havia sido alcançado, mas não forneceu detalhes financeiros. (Com Reuters) 

Dólar opera em queda, vendido perto de R$ 3,19; Bolsa sobe

O dólar comercial caía, e a Bolsa operava em alta nesta sexta-feira (14). Por volta das 11h20, a moeda norte-americana recuava 0,58%, a R$ 3,19 na venda. No mesmo horário, o Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, avançava 0,56%, a 65.540,85 pontos. O Banco Central divulgou que a prévia do PIB (Produto Interno Bruto) caiu 0,51% em maio na comparação com abril, frustrando expectativas de analistas consultados pela agência de notícias Reuters, que previam crescimento de 0,5%. Na véspera, a CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) da Câmara rejeitou o parecer do deputado Sergio Zveiter (PMDB-RJ) que recomendava a autorização para o STF (Supremo Tribunal Federal) julgar a denúncia contra Temer por corrupção passiva. (Com Reuters)

Petrobras sobe em 0,7% o preço do diesel e corta em 1,9% o da gasolina

A Petrobras informou nesta sexta-feira (14) uma elevação de 0,7% no preço do diesel e um corte de 1,9% para a gasolina nas refinarias. Os reajustes valem a partir de amanhã (15). Ontem (13), a estatal havia anunciado reajustes opostos, com redução de 0,9% nos preços do diesel e aumento de 1,7% na gasolina. A Petrobras adota um novo formato na política de ajuste de preços dos combustíveis desde 3 de julho. Pela nova metodologia, os reajustes ocorrem com maior frequência, inclusive diariamente. (Com Valor) Leia Mais

Mudanças devem favorecer empresas na abertura para a UE, diz Ministério

A reforma trabalhista vai fortalecer as empresas brasileiras para enfrentarem concorrência mais aberta e direta com produtos industrializados europeus, que ingressarão com força no mercado brasileiro caso seja fechado o acordo de de livre-comércio entre o Mercosul e a União Europeia (UE), segundo avaliação do Ministério das Relações Exteriores. O Brasil assume a presidência do bloco na próxima semana, em uma reunião de cúpula em Mendoza, na Argentina, tendo como meta concluir os entendimentos até dezembro. (Com Estadão Conteúdo) Leia Mais

Dólar opera em queda, vendido perto de R$ 3,19; Bolsa sobe

O dólar comercial caía, e a Bolsa operava em alta nesta sexta-feira (14). Por volta das 10h10, a moeda norte-americana recuava 0,43%, a R$ 3,194 na venda. No mesmo horário, o Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, avançava 0,38%, a 65.428,52 pontos. O Banco Central divulgou que a prévia do PIB (Produto Interno Bruto) caiu 0,51% em maio na comparação com abril, frustrando expectativas de analistas consultados pela agência de notícias Reuters, que previam crescimento de 0,5%. Na véspera, a CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) da Câmara rejeitou o parecer do deputado Sergio Zveiter (PMDB-RJ) que recomendava a autorização para o STF (Supremo Tribunal Federal) julgar a denúncia contra Temer por corrupção passiva. (Com Reuters)

China muda forma de calcular o PIB pela 1ª vez em 15 anos

A China revisou a forma como mede o tamanho de sua economia, no primeiro ajuste do tipo desde 2002, numa tentativa de melhor alinhar seus dados com os padrões internacionais. A nova metodologia para calcular o Produto Interno Bruto (PIB), que foi aprovado pelo Conselho Estatal da China na semana passada, passará a incluir também números referentes aos setores de saúde e turismo, assim como de empresas da chamada "nova economia emergente", segundo comunicado divulgado hoje pelo Escritório Nacional de Estatísticas. (Com Estadão Conteúdo) Leia Mais

Agência de risco S&P rebaixa nota do Chile pela primeira vez em 25 anos

A agência de classificação de risco Standard & Poors rebaixou, nesta quinta-feira (13), a nota de risco do Chile, devido à deterioração das finanças públicas e ao baixo crescimento econômico, passando de AA- a A+. A perspectiva no país ainda é "estável", segundo a agência. "O prolongado e fraco crescimento econômico do Chile afetou sua arrecadação, contribuindo para alta do nível da divida do governo e corroendo o perfil macroeconômico do país", disse o comunicado. Essa é a primeira revisão negativa da dívida chilena em 25 anos. (Com AFP) Leia Mais

Dólar abre o dia operando quase estável, vendido perto de R$ 3,21

O dólar comercial abriu os negócios desta sexta-feira (14) operando quase estável. Por volta das 9h10, a moeda norte-americana tinha leve queda de 0,02%, a R$ 3,208 na venda. O Banco Central divulgou que a prévia do PIB (Produto Interno Bruto) caiu 0,51% em maio na comparação com abril, frustrando expectativas de analistas consultados pela agência de notícias Reuters, que previam crescimento de 0,5%. Na véspera, a CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) da Câmara rejeitou o parecer do deputado Sergio Zveiter (PMDB-RJ) que recomendava a autorização para o STF (Supremo Tribunal Federal) julgar a denúncia contra Temer por corrupção passiva. (Com Reuters)

Bolsas da Ásia fecham em alta, com expectativa sobre juros nos EUA

As Bolsas da Ásia e do Pacífico fecharam em alta nesta sexta-feira (14), com sinais de que o Fed (Federal Reserve, o banco central dos Estados Unidos) buscará uma trajetória de alta gradual dos juros. O mercado teve leve alta na China, com desempenho positivo do índice que reúne as ações mais negociadas da Bolsa. Veja as variações:

  • Japão: +0,09%
  • Hong Kong: +0,16%
  • China: +0,13%
  • Coreia do Sul: +0,21%
  • Taiwan: -0,16%
  • Cingapura: +1,6%
  • Austrália: +0,49%. (Com Reuters)
 

Conversor de moedas

Resultado:

Câmbio

Dólar comercial - 19/07/2017 16h59
Compra Venda Variação
Dólar com. 3,1486 3,1493 -0,19%
Dólar tur. 3,0200 3,2700 -0,3%
Euro 3,6262 3,6274 -0,56%
Libra 4,1004 4,1013 -0,41%
Pesos arg. 0,1835 0,1839 -0,54%

Fonte Thompson Reuters

Veja outras cotações

Bolsas de Valores

Bovespa - 19/07/2017 17h22 - 65.179,92
Variação
Brasil | Bovespa -0,24%
EUA | Nasdaq +0.64%
França | CAC 40 +0.83%
Japão | Nikkei +0.37%

Fonte Thompson Reuters

Veja outras cotações

Ações em destaque

Ação Variação Cotação
Veja outras cotações

Commodities

Venda Variação
Petróleo (Brent) US$ 47,950 0,0%
Ouro US$ 1239,030 0,0%
Prata US$ 16,275 +0,09%
Platina US$ 925,000 +0,3%
Paládio US$ 860,250 +0,24%

Fonte Thompson Reuters

Inflação

Índice Mês Valor
IPCA jun.17 -0,23%
IPC-Fipe jun.17 +0,05%
IGP-M jun.17 -0,67%
INPC jun.17 -0,3%

Fonte Thompson Reuters

Indicadores

Valor Atualização
Salário Mínimo R$ 937,00 2017
Global 40 +112,32% 19.Jul.2017
TR +0,09% 19.Jul.2017
CDI +10,14% 19.Jul.2017
SELIC +10,25% 31.mai.2017
IPCA -0,23% jun.17

Fonte Thompson Reuters

Últimas notícias

UOL Cursos Online

Todos os cursos