PUBLICIDADE
IPCA
+0,93 Mar.2021
Topo

Carla Araújo

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Se Pazuello assumir as privatizações, atual secretária deve ir para o BID

Martha Seillier, secretária especial do PPI (Programa de Parcerias de Investimentos) - Edu Andrade/ASCOM/Ministério da Economia
Martha Seillier, secretária especial do PPI (Programa de Parcerias de Investimentos) Imagem: Edu Andrade/ASCOM/Ministério da Economia
Carla Araújo

Jornalista formada em 2003 pela FIAM, com pós-graduação na Fundação Cásper Líbero e MBA em finanças, começou a carreira repórter de agronegócio e colaborou com revistas segmentadas. Na Agência Estado/Broadcast foi repórter de tempo real por dez anos em São Paulo e também em Brasília, desde 2015. Foi pelo grupo Estado que cobriu o impeachment da presidente Dilma Rousseff. No Valor Econômico, acompanhou como setorista do Palácio do Planalto o fim do governo Michel Temer e a chegada de Jair Bolsonaro à Presidência.

Do UOL, em Brasília

23/03/2021 16h28

Caso o presidente Jair Bolsonaro decida mesmo nomear o general Eduardo Pazuello para o comando do Programa de Parcerias e Investimentos (PPI), a atual secretária Martha Seillier deve ser indicada para uma vaga no Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) em Washington.

Segundo fontes do ministério da Economia, porém, ainda não há uma decisão sobre o assunto e há muita resistência, mesmo dentro do governo, em deixar nas mãos do general a agenda de privatizações.

A indicação de Martha, segundo auxiliares, já tem o aval do ministro Paulo Guedes (Economia). A ordem, no entanto, é evitar alimentar ainda mais as especulações, já que dentro da pasta a mudança do PPI não foi bem vista e pode ser revertida.

Pazuello teve sua exoneração publicada nesta terça-feira (23) no Diário Oficial, mas ainda não houve um anúncio oficial sobre o seu futuro. Se assumir o PPI, a secretaria deixaria o ministério da Economia e voltaria ao Palácio do Planalto, sob o comando do ministro Onyx Lorenzoni (Secretaria-Geral).

Martha é um nome que agrada investidores e possui bom relacionamento com membros do governo, incluindo Guedes e o ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, já que os dois trabalharam no PPI no governo de Michel Temer.

Economista de formação, antes de ocupar a secretaria especial do PPI, Martha comandou a Infraero. Sua troca pelo general tende a ter um impacto negativo na percepção dos investidores, que ainda tentam dar alguma credibilidade para a agenda (de intenções) de privatizações e concessões do governo.