PUBLICIDADE
IPCA
+0,93 Mar.2021
Topo

Bolsonaro dá posse a Queiroga no gabinete, em cerimônia fora da agenda

23/03/2021 13h32

Por Lisandra Paraguassu

BRASÍLIA (Reuters) - O presidente Jair Bolsonaro deu posse nesta terça-feira ao novo ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, em uma cerimônia fechada, em seu gabinete, que não constava na sua agenda oficial.

A posse do novo ministro foi confirmada no início da tarde, em nota, pelo Ministério da Saúde.

"O presidente da República, Jair Bolsonaro, assinou o decreto referente à nomeação do novo ministro de Estado da Saúde, Marcelo Queiroga. O ministro foi empossado no cargo em solenidade privada e a publicação se dará em edição extra do Diário Oficial da União", diz o texto.

A posse estava inicialmente marcada para quinta-feira, mas Bolsonaro decidiu antecipar o evento para permitir que Queiroga participe já como chefe da pasta na quarta-feira da reunião sobre a pandemia com os demais chefes de Poderes, pedida pelo presidente.

A nomeação de Queiroga foi publicada, juntamente com a exoneração de Pazuello no início da tarde desta terça, mas a edição extra não traz nenhuma nova nomeação para o general.

O presidente Jair Bolsonaro considerada colocá-lo na coordenação do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI), que cuida de concessões e privatizações. O movimento, no entanto, ainda não estava acertado, de acordo com duas fontes ouvidas pela Reuters, por resistências dentro do próprio governo.

De acordo com o Ministério da Saúde, "o novo ministro atende aos critérios técnicos e ao perfil de reputação ilibada exigidos para o cargo, com ampla experiência na área, não só da saúde, mas de gestão".

Queiroga foi investigado por apropriação indébita mas, de acordo com a nota, o processo foi julgado improcedente e arquivado. "Não foram encontrados óbices jurídicos à nomeação", diz a nota.