PUBLICIDADE
IPCA
0,26 Jun.2020
Topo

Coluna

Econoweek


Saiba como será o novo cartão de crédito sem anuidade da XP Investimentos

César Esperandio

César Esperandio

César Esperandio é economista com ênfase em planejamento financeiro, com larga experiência no mercado financeiro. Já atuou em setores macroeconômicos de bancos e consultorias, além de ter passado por empresa de pesquisas de mercado. Hoje se dedica exclusivamente ao Econoweek, com foco em investimentos.

21/07/2020 18h20

A XP Investimentos acabou de anunciar o lançamento de um cartão de crédito sem anuidade, que estará disponível em breve para os clientes da corretora.

Eu sou César Esperandio, economista do Econoweek, a tradução da economia. E, neste artigo, bem como no vídeo acima, no qual respondo a perguntas ao vivo sobre o tema, vou traduzir todos os detalhes sobre esse novo cartão, que será gratuito, equivalente aos cartões mais premium do mercado e ainda contará com "investback".

Cada vez mais popular, o cashback é a modalidade em que um percentual de cada real gasto é convertido em dinheiro de volta na conta corrente do cliente. No caso do investback da XP, a cada compra, o cashback será investido em um fundo exclusivo e dedicado para isso. O percentual do investback ainda não foi definido.

O cartão de crédito da XP é internacional e funciona sob a bandeira VISA Infinite, com benefícios similares ao Mastercard Black, como salas VIP em aeroportos, seguro no aluguel de veículos e seguro de emergência médica internacional, entre outros. A anuidade desses cartões costuma girar em torno de R$ 1.000, mas será gratuita para clientes XP.

Ainda em fase de testes, a novidade está disponível apenas para funcionários XP e deverá atingir todos os clientes no início de 2021.

A XP ainda afirmou que "outros serviços bancários serão adicionados mais para frente à conta dos clientes na XP, como pagamentos e a função de débito - esse último item deve estar liberado já no primeiro trimestre do ano que vem".

Cada vez mais marcas de fora do mundo das finanças trazem soluções financeiras para dentro de seus serviços. Embora a XP seja uma corretora que esteja ficando mais parecida com um banco ao lançar cartão e conta corrente, há uma crescente descentralização desses serviços além do sistema bancário.

Exemplos disso são a possibilidade de transferências e pagamentos via aplicativo WhatsApp e o Paypal, uma ferramenta de pagamentos e envio de dinheiro, que já permite ter saldo na própria conta, se aproximando de uma conta corrente comum.

Qual é sua opinião sobre isso? Conte nos comentários ou fale com a gente no nosso canal do YouTube, Instagram e LinkedIn. Também é possível ouvir nossos podcasts no Spotify. A gente sempre compartilha muito conhecimento sobre economia, finanças e investimentos. Afinal, o conhecimento é sempre uma saída!

Econoweek