PUBLICIDADE
IPCA
1,06 Abr.2022
Topo

Econoweek

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Qual o melhor investimento para quem tem R$ 1.000?

Conteúdo exclusivo para assinantes
César Esperandio

César Esperandio

César Esperandio é economista com ênfase em planejamento financeiro, com larga experiência no mercado financeiro. Já atuou em setores macroeconômicos de bancos e consultorias, além de ter passado por empresa de pesquisas de mercado. Hoje se dedica exclusivamente ao Econoweek, com foco em investimentos.

06/05/2022 04h00

Uma das perguntas que mais recebo é "qual é o melhor investimento para quem tem R$ 1.000?". Variações com valores diferentes são frequentes. Embora não haja apenas uma resposta, resolvi fazer simulações de algumas estratégias diferentes dentre as opções do Tesouro Direto. Vou mostrar onde eu aplicaria e quanto rendem R$ 1.000 em diferentes cenários, exatamente como a tela que mostro no vídeo a seguir.

Onde investir R$ 1.000 para a reserva de emergência?

Olhando para o Tesouro Direto, caso ainda não tenha sua reserva de emergência em dia, eu aplicaria no Tesouro Selic.

Aplicando os R$ 1.000 uma única vez no Tesouro Selic 2027, você sacaria R$ 1.400 no fim do vencimento. É uma rentabilidade de mais de 40% no período, já descontando o Imposto de Renda. Na poupança, teríamos R$ 1.300 no mesmo prazo.

Repetindo a aplicação de R$ 1.000 todos os meses, os aportes somariam R$ 59 mil, que virariam R$ 68.700, contra R$ 66.800 na poupança.

É um lucro de quase R$ 10 mil. São R$ 2 mil a mais do que na poupança.

Ainda está confuso sobre sua reserva de emergência? Confira aqui a melhor explicação sobre isso.

Onde investir R$ 1.000 para quem já tem reserva de emergência?

Se você já tem a reserva de emergência em dia, recomendo diversificar suas aplicações no Tesouro Prefixado e no Tesouro IPCA.

Esses investimentos são recomendáveis para quem se planejou para deixar a grana aplicada até o fim do vencimento. Desse modo, fique atento para não investir em opções que vencerão apenas depois de algum prazo que exceda seus objetivos.

Como há diversas opções de vencimentos vou me ater ao Tesouro Prefixado 2029 e ao Tesouro IPCA 2045, aplicando R$ 500 em cada opção.

Quanto rendem R$ 500 no Tesouro Prefixado?

Na data da simulação realizada no vídeo no topo deste texto, o Tesouro Prefixado 2029 estava rendendo 12,04% ao ano.

Com esse retorno, os R$ 500 aplicados em uma única vez teriam virado R$ 975 líquidos lá no fim. É um retorno de 95% no período, enquanto a poupança não chegaria a render 50%.

Repetindo a aplicação de R$ 500 todos os meses, os aportes somariam R$ 40.500, mas isso viraria R$ 57.500, o que é muito mais que o esperado para a poupança (R$ 48 mil).

É um lucro de R$ 17 mil. São R$ 10 mil do que teríamos na poupança.

Quanto rendem R$ 500 no Tesouro IPCA?

Na data da simulação realizada no vídeo no topo deste texto, o Tesouro IPCA 2045 estava rendendo 5,63% ao ano acima da inflação medida pelo IPCA.

Aplicando R$ 500 numa única oportunidade, isso viraria R$ 2.900 no vencimento contra apenas R$ 1.500 na poupança.

Repetindo a aplicação de R$ 500 todos os meses, o total aportado seria de R$ 138.500, que virariam R$ 372 mil já descontando impostos e taxas.

Sabe quanto você teria se fizesse esses mesmos investimentos na poupança? Apenas R$ 253 mil. São R$ 120 mil a menos que o esperado para essa aplicação do Tesouro IPCA.

Dá para investir desse jeito?

Eu sei que haverá reclamações de que esse simulador é "furado" porque o Tesouro não deixa investir até o vencimento, retirando a possibilidade de novos aportes quando faltam cerca de dois anos para o vencimento.

Mas é justamente nessa hora que o Tesouro costuma lançar uma aplicação nova bem parecida, mas que vence depois.

Aliás, o Tesouro fez isso este ano e fiz as contas mostrando quanto estão rendendo os novos investimentos do Tesouro. Está tudo gravado no vídeo abaixo.

Também tenho uma novidade: o Econoweek está concorrendo ao prêmio iBest na categoria Investimentos. Se você acha nossos conteúdos bacanas, pode contribuir com seu voto.