PUBLICIDADE
IPCA
+0,53 Jun.2021
Topo

Econoweek

Guia de sobrevivência Black Friday para descontos e promoções confiáveis

César Esperandio

César Esperandio

César Esperandio é economista com ênfase em planejamento financeiro, com larga experiência no mercado financeiro. Já atuou em setores macroeconômicos de bancos e consultorias, além de ter passado por empresa de pesquisas de mercado. Hoje se dedica exclusivamente ao Econoweek, com foco em investimentos.

26/11/2020 04h00

A Black Friday já é nessa sexta-feira, 27 de novembro, mas cada vez mais ela está sendo estendida para a semana inteira e, mais ainda, por todo o mês de novembro.

Nós do Econoweek já publicamos alguns artigos nos últimos dias com dicas para aproveitar descontos de verdade, recomendações para não cair em fraudes e até como investir o dinheiro economizado.

Agora, vamos reunir os principais ensinamentos em um verdadeiro guia de sobrevivência da Black Friday.

Para ainda mais dicas, no vídeo acima, conversamos ao vivo com o Willian Oliveira, head da Promobit, e com o Matheus Manssur, superintendente da ClearSale, duas marcas com grande experiência no assunto e preocupadas com promoções reais e segurança do cliente. Aliás, foram eles que nos ajudaram a reunir todas essas dicas!

E os #Econoweekers que já seguem a gente no YouTube puderam fazer perguntas ao vivo.

Vamos ao guia de sobrevivência dessa Black Friday!

1. Proteja seus dados

Toda informação é confidencial. Por isso, quanto menos divulgar informações, ainda que elas não pareçam tão confidenciais, melhor. Se possível verifique a identidade do interlocutor e procedência das credenciais. Todo cuidado é pouco.

É bom saber que grandes instituições não solicitam senhas ou outras informações sensíveis por telefone e e-mail!

Temos que ter muito mais cuidado com informações ainda mais sensíveis, como nome, número do CPF e número de cartões. Golpistas adoram consumidores descuidados que fornecem essas informações sem muito critério.

Tenha certeza de que está inserindo essas informações em sites confiáveis.

2. Saiba onde comprar

A segunda dica é básica, mas é onde muita gente acaba caindo em golpes digitais: compre apenas em sites confiáveis.

Descontos muito grandes podem ser um sinal amarelo que indicaria potencial fraude. Mas, durante a Black Friday, pode não ser tão simples identificar sites golpistas só pelo preço.

Por isso, a dica é evitar sites desconhecidos e recorrer a iniciativas como a Black Friday Legal e Black Friday de Verdade. As duas páginas têm a lista de lojas participantes, que são confiáveis e praticam descontos reais, sem fazer aquela coisa de subir o preço antes para dar um desconto fake na Black Friday.

Todas as lojas participantes podem ter um selo dessas iniciativas nos seus sites para facilitar a identificação.

3. 'https' na URL

Em sites cujo link começam com "https", a comunicação é criptografada, o que aumenta a segurança na transmissão dos dados. É importante também verificar se há um ícone com referência a um cadeado na parte inferior do navegador.

É importante ressaltar, no entanto, que este fator, por si só, não é garantia de proteção total. Depois que algumas certificações de segurança se tornaram mais acessíveis, até mesmo fraudadores passaram a investir neste tipo de coisa para criar, por exemplo, sites falsos.

4. Desconfie da pressa

Nunca se deixar levar pela pressão que criminosos tentam impor quando querem informações. Não se deve acreditar que coisas do tipo "sua conta será encerrada" e "seu nome será negativado". Manter a calma e procurar informações em fontes confiáveis é sempre o mais indicado.

5. Não clique em qualquer link

Fraudadores costumam usar a técnica de preços muito baixos ou que há poucas unidades do produto para que uma pessoa pense estar em um processo normal de compra. Se realmente precisa do item noticiado, vá até a página da loja e faça a compra por lá. Isso evita que caia em páginas falsas, pague pelo produto e nunca receba.

6. Mantenha programas antivírus atualizados

Com a evolução dos sistemas operacionais de computadores e smartphones a instalação de programas maliciosos é cada vez mais difícil, mas, para que isso seja efetivo, é importante manter os programas atualizados com as versões mais novas, assim como o antivírus ativo.

Agora que falamos das dicas de segurança, vamos à parte da sua gestão financeira nessa Black Friday!

7. Faça uma lista

A primeira dica é fundamental para evitar compras por impulso: faça uma lista do que quer comprar.

Ao fazer isso, além de você evitar comprar coisas desnecessárias só porque parecem estar em promoção, você também vai anotar os preços normais desses itens para, no dia da Black Friday, ter certeza se está pagando mais barato.

Uma ferramenta que pode ajudar é a Promobit, que reúne diversas promoções indicadas pelos usuários e que são checadas checadas pela equipe da fintech. Assim, mesmo que você não tenha feito o dever de casa de olhar o histórico de preços, como há esta seleção da empresa, você tem certeza que está diante de uma oferta.

Lá dentro também tem alerta de preços e ainda dá para fazer a sua lista de itens que está de olho direto pelo site deles.

8. Anote os preços

A dica 2 é uma continuação da dica 1: nessa sua listinha de compras, anote o preço de tudo que quer comprar. Você vai evitar ser enganado e acabar comprando aquele famoso produto "metade do dobro"!

Se ainda não sabe o preço das coisas, há sites como o Comparaí, que têm uma ferramenta de variação de preços dos últimos seis meses de qualquer coisa que você quer comprar, de todas as lojas online. Se entrar agora, já sabe se o preço está maior ou menor que há 1 mês.

9. Estabeleça um teto

Não é porque é Black Friday que você está desculpado para estourar o cartão e ficar endividado o resto do ano: controle-se e faça as contas com antecedência de o quanto pode e o quanto deseja gastar com o total das compras, e também com cada produto individualmente da sua lista. Não se esqueça de que o começo de ano envolve gastos, como impostos e matrículas. Se esse for o seu caso, coloque na balança o quanto pode gastar com compras.

Para me ainda mais dicas, não deixe de assistir ao vídeo acima. Por lá, respondemos às dúvidas dos seguidores ao vivo!

Se você quer ter indicação de produtos e ver algumas das ofertas desta Black Friday, veja mais na área de itens recomendados pelo UOL para compra.

Tem mais alguma dica para o guia de sobrevivência da Black Friday? Deixe um comentário ou tire sua dúvida pelo nosso canal do YouTube e Instagram.