IPCA
0,83 Mai.2024
Topo

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Commodities e cenário externo impactam devem pautar o dia na Bolsa

Morning Call: Informações que Mexem Com Seus Investimentos - iStock/cokada
Morning Call: Informações que Mexem Com Seus Investimentos Imagem: iStock/cokada

31/05/2023 08h25

Veja as principais notícias que impactam o seu bolso hoje.

Assista ao vivo aos destaques dos mercados hoje, com análises dos especialistas de Research do PagBank, e se prepare para investir melhor.

Acompanhe o programa diariamente, de segunda a sexta-feira, às 8h40, e fique bem informado sobre todas as notícias e mudanças que impactam os mercados. Aproveite também para tirar suas dúvidas sobre investimentos.

O programa é apresentado pela equipe de Research e Economia do Pagbank.

Conheça a página de Investimentos do UOL, onde você tem orientações sobre como investir melhor para conquistar um sonho e garantir seu futuro.

Tem dúvidas? Envie sua pergunta para uoleconomiafinancas@uol.com.br.

Veja a análise do dia no vídeo a seguir, confira os destaques noticiosos mais abaixo e tenha um bom dia de investimentos:

O setor de energia dá algumas pistas para a projeção de inflação. O preço da gasolina sobe amanhã em praticamente todo o país, diante do novo modelo de cobrança do ICMS. A inflação do combustível, porém, deve ser "combatida" pela nova política de preços da Petrobrás que foi anunciada, mas ainda não implementada.

Do lado da energia elétrica, a bandeira tarifária deve permanecer verde em 2023, segundo a ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica). Isso quer dizer que não haverá cobrança adicional na conta de luz.

As perspectivas para 2024 também são boas, o que alivia a pressão inflacionária aos consumidores. Neste ano, o reajuste da tarifa média neste ano será de 6,9%, valor acima da inflação projetada pelo Boletim Focus para 2023.

Na agenda econômica, está prevista a divulgação da taxa de desemprego às 9h. À tarde, será divulgada a criação de vagas de emprego, medida pelo Caged, mostrando a saúde do mercado de trabalho.

Os índices futuros nos EUA e o mercado à vista na Europa e na Ásia estão em baixa. Os investidores seguem preocupados com o teto da dívida norte-americana. Além disso, um dos índices de PMI da indústria da China veio abaixo do esperado, aumentando o pessimismo sobre uma recuperação econômica do gigante asiático.

Junto a isso, dados negativos vieram do Japão. A prévia da produção industrial e as vendas no varejo referentes a abril vieram bem abaixo do projetado pelo mercado.

Diante desse cenário, será muito difícil para a Bolsa brasileira resistir a uma queda. As sinalizações globais, somadas aos preços das commodities, que influenciam bastante o Ibovespa não são boas.

O petróleo está cedendo mais de 2%. Há temor de desaceleração global ampliado e, às vésperas da reunião da Opep+, o petróleo Brent cai perto dos US$ 72 por barril. Já o minério opera estável em Cingapura, após fechamento em queda na bolsa de Dalian.

O que pode reverter as quedas hoje será a aprovação do aumento do teto pelo Congresso norte-americano. A votação deve ocorrer ao longo do dia e é critica para que o projeto de lei chegue ao Senado antes do prazo final, 5 de Junho.

As opiniões emitidas neste texto são de responsabilidade exclusiva da equipe de Research do PagBank e elaboradas por analistas certificados. O PagBank PagSeguro e a Redação do UOL não têm nenhuma responsabilidade por tais opiniões. A única intenção é fornecer informações sobre o mercado e produtos financeiros, baseadas em dados de conhecimento público, conforme fontes devidamente indicadas, de modo que não representam nenhum compromisso e/ou recomendação de negócios por parte do UOL. As informações fornecidas por terceiros e/ou profissionais convidados não expressam a opinião do UOL, nem de quaisquer empresas de seu grupo, não se responsabilizando o UOL pela sua veracidade ou exatidão. Os produtos de investimentos mencionados neste material podem não ser adequados para todos os perfis de investidores que, antes de qualquer decisão, deverão preencher o questionário de suitability para a identificação do seu perfil de investidor e da compatibilidade do produto de investimento escolhido. As informações aqui veiculadas não devem ser consideradas como a única fonte para o processo decisório do investidor, sendo recomendável que este busque orientação independente e leia atentamente os materiais técnicos relativos a cada produto. As projeções e preços apresentados estão sujeitos a variações e podem impactar os portfolios de investimento, causando perdas aos investidores. A rentabilidade obtida no passado não representa garantia de resultados futuros. Este conteúdo não deve ser reproduzido no todo ou em parte, redistribuído ou transmitido para qualquer outra pessoa sem o consentimento prévio do UOL.