PUBLICIDADE
IPCA
+0,83 Mai.2021
Topo

Cotações

Após subir 1,5%, Bolsa vira e fecha em queda, com Vale, Bradesco e Itaú

Do UOL, em São Paulo

09/03/2016 18h42Atualizada em 09/03/2016 18h42

Após chegar a subir 1,5% durante a manhã, o Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, mudou de direção ao longo do dia e fechou esta quarta-feira com queda de 0,89%, a 48.665,09 pontos.

Essa foi a segunda queda seguida da Bolsa, que havia caído 0,29% na véspera. Apesar disso, o índice ainda acumula valorização de 13,72% no mês e de 12,26% no ano.

A baixa de hoje foi puxada, principalmente, pelo recuo das ações da Vale, do Itaú Unibanco e do Bradesco, que têm grande peso sobre o Ibovespa.

Vale perde mais de 3%

A mineradora Vale registrou perdas pelo segundo dia consecutivo. As ações ordinárias da Vale (VALE3), com direito a voto em assembleia, perderam 3,53%, a R$ 14,50.

Já as ações preferenciais da Vale (VALE5), com prioridade na distribuição de dividendos, caíram 3,20%, a R$ 10,88

As ações foram influenciadas pela queda no preço do minério de ferro na China, principal cliente da mineradora.

Itaú e Bradesco caem

As ações do Itaú Unibanco (ITUB4) recuaram 3,32%, a R$ 30,85, e as ações do Bradesco (BBDC4) tiveram baixa de 4,53%, a R$ 25,10.

Por outro lado, as ações do Banco do Brasil (BBAS3) subiram 0,25%, a R$ 20,30.

Os papéis dos bancos foram influenciados pela rejeição da medida provisória que aumentava a alíquota do imposto de renda que incide sobre as instituições financeiras a partir de janeiro de 2017.

Ação da Petrobras sobe há 8 dias

As ações preferenciais da Petrobras (PETR4) avançaram 1,74%, a R$ 7,60. Foi o oitavo pregão de alta e, nesse período, o papel acumula valorização de 56,06%.

No sentido oposto, as ações ordinárias da Petrobras (PETR3) fecharam em queda de 0,93%, a R$ 9,56.

Nesta sessão, os papéis foram influenciados pela alta nos preços do petróleo no mercado internacional. 

Dólar cai 1,12%, a R$ 3,697

No mercado de câmbio, o dólar comercial fechou em baixa de 1,12%, a R$ 3,697 na venda, menor valor desde 20 de novembro de 2015, quando terminou o dia valendo os mesmos R$ 3,697.

Essa foi a segunda queda seguida do dólar, que havia caído 1,44% na véspera. A moeda acumula desvalorização de 7,66% no mês e de 6,36% no ano.

Bolsas internacionais

As principais Bolsas da Europa fecharam em alta.

  • Itália: +1,06%;
  • Portugal: +0,55%;
  • França: +0,49%;
  • Inglaterra: +0,34%;
  • Alemanha: +0,31%;
  • Espanha: +0,24%

Parte das Bolsas da Ásia e do Pacífico terminou o dia com alta, enquanto outras fecharam em queda. A Bolsa da China caiu, após seis avanços seguidos.

  • Cingapura: +1,14%;
  • Austrália: +0,96%;
  • Coreia do Sul; +0,35%;
  • Hong Kong: -0,08%;
  • Taiwan: -0,35%;
  • Japão: -0,84%;
  • China: -1,35%

(Com Reuters) 

Mais sobre Bolsa e dólar

  • UOL

    Direto da Bolsa

    Dólar e Bolsa são influenciados pelas notícias do dia. Leia os destaques de hoje aqui

  • Thinkstock

    UOL Invest

    O simulador de Bolsa UOL Invest é grátis e permite que você aprenda como investir e concorra a tablets e passagens aéreas. Acesse por computador e tablet (clique nesta mensagem) ou celular (digite ou copie: uolinvest.economia.uol.com.br)

  • Alex Almeida/Folhapress

    Consulte suas ações

    Quer saber o preço de suas ações preferidas? Consulte o UOL Cotações, veja gráficos no formato que quiser, desempenho no dia e histórico de 1 ano. Acesse por computador e tablet (clique nesta mensagem) ou celular (digite ou copie: http://uol.com/bfdNjz)

  • Shutterstock

    Histórico do dólar

    Precisa saber quanto estava custando o dólar, o euro, o peso argentino um tempo atrás? Veja o histórico do UOL Cotações de até 1 ano para as principais moedas do mundo. Acesse grátis por computador e tablet (clique nesta mensagem) ou celular (digite ou copie: http://uol.com/bwdPmd)

 

Cotações