Bolsas

Câmbio

Bolsa fecha em queda de 2,82%, após decisão no Reino Unido; Vale cai 9%

Do UOL, em São Paulo

Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, fechou esta sexta-feira (24) com queda de 2,82%, a 50.105,26 pontos. Na véspera, a Bovespa havia subido 2,8%.

Apesar de cair no dia, a Bolsa encerra a semana com alta de 1,15%. A valorização acumulada é de 3,37% no mês e de 15,58% no ano.

A baixa de hoje foi influenciada pela decisão do Reino Unido de sair da União Europeia (UE), que derrubou as Bolsas pelo mundo. Das 59 ações listadas no Ibovespa, apenas duas fecharam em alta. 

Pesaram no resultado as ações da mineradora Vale, que despencaram quase 9%, e da Petrobras, que caíram mais de 5%.

Reino Unido deixa União Europeia

Investidores foram surpreendidos com o resultado do plebiscito que decidiu pela saída do Reino Unido do bloco europeu. Até a véspera, pesquisas apontavam uma disputa apertada, mas com ligeira vantagem para a permanência no bloco.

Favorável à permanência britânica na UE, o premiê do Reino Unido, David Cameron anunciou sua renúncia ao cargo pouco depois de o resultado ser divulgado.

Operadores acreditam que a saída britânica do bloco possa afetar a economia do mundo inteiro. Com isso, investidores tendem a assumir menos riscos, evitando aplicar recursos em mercados emergentes, como o Brasil. 

Vale tomba 9%

Os papéis das empresas ligadas a matérias-primas, como o minério de ferro e o petróleo, foram abalados pela decisão no Reino Unido.

As ações ordinárias da Vale (VALE3), com direito a voto em assembleia, tombaram 8,32%, a R$ 15,21.

As ações preferenciais da Vale (VALE5), que dão prioridade na distribuição de dividendos, despencaram 8,96%, a R$ 12,20.

Petrobras perde 5,15%

As ações preferenciais da Petrobras (PETR4) caíram 4,34%, a R$ 9,25, enquanto aações ordinárias (PETR3) perderam 5,15%, a R$ 11,43.

Na véspera, a estatal informou que o Petros, seu fundo de pensão, fechou 2015 com um rombo de R$ 22,6 bilhões, diante de um limite de tolerância máximo de R$ 6,5 bilhões previsto em legislação. 

Bancos caem

As ações do Itaú Unibanco (ITUB4) se desvalorizaram 3,5%, a R$ 28,95.

As ações do Bradesco (BBDC4) tiveram baixa de 2,47%, a R$ 24,84, e as ações do Banco do Brasil (BBAS3) caíram 2,03%, a R$ 15,89.

Dólar sobe 1,05%, a R$ 3,38

No mercado de câmbio, o dólar comercial fechou em alta de 1,05%, cotado a R$ 3,38 na venda. Na véspera, havia caído 0,99% e atingido o menor valor em quase 11 meses.

Apesar de subir no dia, a moeda norte-americana termina a semana com baixa de 1,19%. A desvalorização acumulada é de 6,44% no mês e de 14,39% no ano.

Bolsas internacionais

As principais Bolsas de Valores da Europa fecharam em forte queda. Os mercados de ações da Itália e da Espanha tiveram a maior baixa de suas histórias.

As Bolsas da Ásia e do Pacífico também tiveram perdas. O mercado japonês registrou a maior perda em mais de cinco anos.

 

Receba notícias do UOL Economia pelo WhatsApp

Quer receber notícias no seu celular sem pagar nada? Primeiro, adicione este número à agenda do seu telefone: +55 (11) 97258-8073 (não esqueça do "+55"). Depois, envie uma mensagem para este número por WhatsApp, escrevendo só: grana10

(Com Reuters)

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos