Bolsas

Câmbio

Bolsa sobe no dia e passa dos 57 mil pontos; é a 6ª semana seguida de alta

Do UOL, em São Paulo

Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, fechou esta sexta-feira (22) em alta de 0,64%, a 57.002,08 pontos. É o segundo avanço seguido da Bovespa, que havia subido 0,11% na véspera.

Essa é também a primeira vez que a Bolsa fecha acima dos 57 mil pontos neste ano. É a maior pontuação de fechamento desde 15 de maio de 2015, quando terminou o dia com 57.248,63 pontos.

Com isso, o índice encerra a semana com valorização de 2,56%. É a sexta semana seguida de ganhos, a maior sequência positiva em quase seis anos. Entre setembro e outubro de 2010, a Bolsa havia acumulado sete semanas seguidas no azul.

A Bovespa acumula, ainda, ganho de 10,63% no mês e de 31,49% no ano.

A alta de hoje foi puxada, principalmente, pelo desempenho positivo das ações preferenciais da Petrobras e dos papéis do Bradesco e do Itaú Unibanco, que têm grande peso sobre o Ibovespa.

Petrobras

As ações preferenciais da Petrobras (PETR4), que dão prioridade na distribuição de dividendos, ganharam 0,76%, a R$ 11,94. Nesta sexta, o Conselho de Administração da estatal deve discutir o modelo de venda da subsidiária BR Distribuidora.

Por outro lado, as ações ordinárias da Petrobras (PETR3), com direito a voto em assembleia, perderam 0,36%, a R$ 13,75, influenciadas pela queda nos preços do petróleo no mercado internacional.

Itaú e Bradesco sobem; BB cai

As ações do Bradesco (BBDC4) subiram 0,66%, a R$ 29, e as ações do Itaú Unibanco (ITUB4) avançaram 0,62%, a R$ 34,11.

No sentido oposto, as ações do Banco do Brasil (BBAS3) caíram 1,62%, a R$ 20,61.

Localiza

As ações da Localiza (RENT3), locadora de veículos, dispararam 5,52%, a R$ 38,80. Foi a maior alta do dia do Ibovespa.

Os papéis foram influenciados por resultado trimestral positivo da empresa divulgado na noite passada.

Vale 

As ações ordinárias da Vale (VALE3) tiveram baixa de 1,44%, a R$ 17,15, e as ações preferenciais da Vale (VALE5) se desvalorizaram 0,71%, a R$ 13,94.

Os papéis da mineradora foram influenciados pela queda nos preços do petróleo na China.

Dólar cai 0,72%, a R$ 3,258

No mercado de câmbio, o dólar comercial fechou em queda de 0,72%, cotado a R$ 3,258 na venda. Na véspera, a moeda norte-americana havia subido 1,02%

Apesar da baixa no dia, o dólar termina a semana com leve alta de 0,12%. A moeda acumula ganho de 1,39% no mês. No ano, no entanto, a desvalorização acumulada do dólar é de 17,47%.

Bolsas internacionais

Das seis principais Bolsas de Valores da Europa, quatro fecharam em alta, uma ficou praticamente estável e apenas a Bolsa da Itália teve baixa.

  • Portugal: +0,53%
  • Inglaterra: +0,46%
  • Espanha: +0,19%
  • França: +0,11%
  • Alemanha: -0,09%
  • Itália: -0,16%

As Bolsas da Ásia e do Pacífico fecharam em baixa.

  • Coreia do Sul: -0,09%
  • Hong Kong: -0,16%
  • Cingapura: -0,17%
  • Austrália: -0,26%
  • Taiwan: -0,48%
  • China: -0,87%
  • Japão: -1,09%

(Com Reuters)

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos