Bolsas

Câmbio

Dólar tem 3ª queda seguida e fecha a R$ 3,204, antes das eleições nos EUA

Do UOL, em São Paulo

dólar comercial fechou esta segunda-feira (7) em queda de 0,82%, a R$ 3,204. É a terceira baixa seguida. 

Mesmo com as quedas, a moeda norte-americana acumula alta de 0,45% no mês. No ano, tem desvalorização de 18,83%. 

Na semana passada, o dólar havia acumulado alta de 1,08%.

Eleições nos EUA

O mercado foi influenciado pelas eleições presidenciais nos Estados Unidos, que acontecem nesta terça-feira (8). Ontem, o FBI manteve a recomendação de não adotar nenhuma acusação criminal contra Hillary Clinton em uma investigação sobre seus e-mails.

"O mercado viu a notícia do FBI como um fator que pode levar a uma possível vitória de Hillary", disse o diretor da mesa de câmbio da Corretora Multi-Money, Durval Correa, à agência de notícias Reuters.

Isso dá nova força à candidatura da democrata na reta final da eleição presidencial contra o republicano Donald Trump. As pesquisas de intenção de voto colocam Hillary à frente, mas a disputa é acirrada. Nesta manhã, pesquisa Bloomberg/Selzer mostrou que Hillary tem vantagem de três pontos, com 44% e 41% de Trump.

O candidato é considerado muito radical e tem deixado os mercados preocupados com possíveis mudanças na política econômica que poderia adotar caso vença a disputa.

Brasil: teto dos gastos

No Brasil, o mercado aguarda a votação da PEC do teto dos gastos na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado, na quarta-feira.

A proposta que limita o crescimento dos gastos públicos à inflação do ano anterior é a principal medida de ajuste das contas públicas.

Atuação do BC

Como nas últimas sessões, o Banco Central brasileiro ofertou 5.000 contratos de swap cambial reverso (equivalentes à compra futura de dólares). Todos foram vendidos.

(Com Reuters)

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos