Dólar fecha quase estável, a R$ 3,09, com apostas de alta dos juros nos EUA

Do UOL, em São Paulo

O dólar comercial fechou esta terça-feira (21) praticamente estável, com leve alta de 0,06%, cotado a R$ 3,09 na venda. Na véspera, a moeda norte-americana havia fechado com queda de 0,14%.

A sessão foi marcada por novas apostas de que os juros subirão nos Estados Unidos no mês que vem e pela expectativa de entrada de recursos externos no Brasil.

Juros nos EUA

O dólar operou em alta na maior parte do dia, com investidores aumentando as apostas de que o Fed (Federal Reserve, o banco central dos EUA) pode subir os juros no país na próxima reunião, marcada para o mês que vem.

Na véspera, a presidente do Fed de Cleveland, Loretta Mester, disse que ficaria confortável em aumentar os juros neste momento se a economia mantiver seu desempenho atual. O presidente do Fed da Filadélfia, Patrick Harker, reiterou que aumento dos juros em março era uma opção.

Juros maiores nos EUA tendem a atrair para lá recursos atualmente aplicados em outras economias, como a brasileira. Com isso, o dólar tende a subir por aqui.

Entrada de recursos

Alguns operadores, no entanto, acreditam que o dólar ainda pode cair em relação ao real, após empresas brasileiras terem feito captações de recursos no exterior.

Além disso, espera-se a entrada de mais recursos conforme uma nova rodada de regularização de recursos brasileiros no exterior, a chamada repatriação, segue para aprovação no Senado.

Atuação do BC

O Banco Central brasileiro voltou a atuar no mercado de câmbio. Nesta sessão, o BC vendeu 6.000 contratos de swaps tradicionais (equivalentes à venda de dólares no mercado futuro) com vencimento de março. 

(Com Reuters)

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos