Bolsa fecha em queda de 2% e perde 4,1% no mês; JBS dispara 9% no dia

Do UOL, em São Paulo

O Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, fechou esta quarta-feira (31) em queda de 1,96%, a 62.711,47 pontos. Na véspera, a Bolsa havia subido 0,32%.

Com isso, a Bolsa encerra maio com desvalorização acumulada de 4,12%. A maior parte da queda no mês se deve ao tombo de 8,8% um dia após a divulgação da notícia sobre a delação premiada da JBS.

A grande maioria das ações que compõem o Ibovespa fecharam no vermelho. O destaque negativo foi das ações da mineradora Vale, que despencaram mais de 5%, em dia de queda nos preços do minério de ferro na China. 

As ações da Petrobras caíram 3%, e as do Banco do Brasil perderam mais de 2%. Os papéis da Ambev, do Bradesco e do Itaú Unibanco também fecharam em baixa. Essas empresas têm grande peso sobre o Ibovespa.

Por outro lado, as ações da JBS dispararam 9,05%, a R$ 8,07, a maior alta do dia do índice. A empresa fechou acordo de leniência nesta quarta-feira com o MPF (Ministério Público Federal).

Dólar cai 0,79%, a R$ 3,236

dólar comercial fechou em queda de 0,79%, cotado a R$ 3,236 na venda. É a segunda baixa seguida da moeda norte-americana, que havia caído 0,23% na véspera.

Apesar das duas últimas quedas diárias, o dólar emenda o terceiro mês seguido de alta, com valorização acumulada de 1,94% em maio.

(Com Reuters)

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos