PUBLICIDADE
IPCA
0,73 Dez.2021
Topo

Cotações

Dólar opera em alta e passa de R$ 4,25, um dia após bater recorde

Getty Images/iStockphoto
Imagem: Getty Images/iStockphoto

Do UOL, em São Paulo*

27/11/2019 09h40Atualizada em 27/11/2019 16h25

O dólar comercial abriu em leve queda, mas logo passou a operar em alta, depois de atingir novo recorde histórico na véspera. Por volta de 16h25, o dólar comercial subia 0,29%, cotado a R$ 4,252 na venda. No mesmo horário, o Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, subia 0,53%, a 107.626,6 pontos.

O valor do dólar divulgado diariamente pela imprensa, inclusive o UOL, se refere ao dólar comercial. Para turistas, o valor sempre é maior.

BC vende dólar à vista para conter alta

Investidores estão atentos à atuação do Banco Central diante da disparada recente da moeda norte-americana. Na terça-feira (26), o BC fez dois leilões não programados no mercado à vista, movimento que não acontecia desde agosto.

Hoje, o BC realizou um leilão extraordinário de venda de dólar à vista, em novo dia de valorização do dólar. A operação teve taxa de corte de 4,239 reais. As propostas foram acolhidas entre 12h39 e 12h44, com lote mínimo de 1 milhão de dólares. A liquidação da venda está marcada para 2 de dezembro de 2019.

O dólar BRBY, que estava acima de 4,27 reais antes do leilão, desacelerou os ganhos para a casa de 4,24 reais, mas retomou fôlego e subia 0,45%, a 4,2588 reais na venda nesta quarta-feira.

Mais cedo, o BC havia colocado no mercado 150 milhões de dólares no mercado à vista, em operação ordinária com oferta total de 785 milhões de dólares.

Novo recorde na véspera

Na terça-feira (26), o dólar comercial fechou em alta de 0,59%, vendido a R$ 4,24, valor mais alto desde a criação do Plano Real. A moeda chegou a encostar em R$ 4,28 durante o dia, mas desacelerou após as duas intervenções do Banco Central.

O recorde do dólar considera o valor nominal, ou seja, sem descontar os efeitos da inflação. Se for levada em conta a inflação nos EUA e no Brasil, o pico do dólar pós-Plano Real ocorreu no fim do governo do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB), em 22 de outubro de 2002, quando o dólar fechou a R$ 3,954. Esse valor atualizado seria de R$ 10,81.

Fazer esta correção é importante porque, ao longo do tempo, a inflação altera o poder de compra das moedas. O que se podia comprar com US$ 1 ou R$ 1 em 2002 não é o mesmo que se pode comprar hoje com os mesmos valores.

*Com Reuters

Veja mais economia de um jeito fácil de entender: @uoleconomia no Instagram.
Ouça os podcasts Mídia e Marketing, sobre propaganda e criação, e UOL Líderes, com CEOs de empresas.
Mais podcasts do UOL no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts e outras plataformas

Entenda como funciona o câmbio do dólar

UOL Notícias
PUBLICIDADE

Cotações