PUBLICIDADE
IPCA
0,26 Jun.2020
Topo

Governo sobe previsão do dólar para R$ 4 e vê alta do PIB em 2,32% em 2020

Ricardo Marchesan

Do UOL, em São Paulo

26/11/2019 19h13

Resumo da notícia

  • Governo aumentou previsão do dólar no ano que vem, de R$ 3,80 para R$ 4
  • Projeção para o crescimento do PIB passou de 2,17% para 2,32%
  • Previsões estão no Projeto de Lei Orçamentária Anual (Ploa)
  • Governo também reduziu previsão do salário mínimo, de R$ 1.039 para R$ 1.031

O governo de Jair Bolsonaro aumentou a previsão para a cotação média do dólar em 2020, de R$ 3,80 para R$ 4, e a projeção para o crescimento do PIB (Produto Interno Bruto), de 2,17% para 2,32%. Por outro lado, a taxa de inflação foi reduzida de 3,9% para 3,5%, e a previsão do salário mínimo foi reduzida em R$ 8, de R$ 1.039 para R$ 1.031.

As informações estão no Projeto de Lei Orçamentária Anual (Ploa), divulgado nesta terça-feira (26). As mudanças são em relação ao texto inicial do projeto, divulgado em agosto. As previsões são do Ministério da Economia.

Na véspera, a pesquisa Focus divulgada pelo Banco Central indicou que os economistas consultados preveem o dólar a R$ 4,10 em 2020, e o crescimento do PIB em 2,2%.

Como a equipe econômica já havia antecipado, a meta de déficit primário, de R$ 124,1 bilhões, não sofreu alteração. Mas, acompanhando a atualização dos parâmetros, houve redução nas estimativas do governo para a receita líquida —de R$ 1,356 trilhão para R$ 1,348 trilhão— e para a despesa total —de R$ 1,480 trilhão para R$ 1,472 trilhão.

Dólar em alta

Nesta semana, o dólar comercial atingiu valores recordes duas vezes seguidas. Nesta terça-feira, o dólar fechou em alta de 0,59%, vendido a R$ 4,24, maior valor desde que foi criado o Plano Real.

O recorde é nominal, ou seja, não considera o efeito da inflação no Brasil e nos Estados Unidos. Levando em conta a inflação nos EUA e no Brasil, o pico do dólar pós-Plano Real ocorreu no fim do governo do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB), em 22 de outubro de 2002, quando o dólar fechou a R$ 3,954. Esse valor atualizado seria de R$ 10,81.

Na véspera, o ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou que, com a queda dos juros, a cotação de equilíbrio do dólar "tende a ir para um lugar mais alto". Para o ministro, o Brasil tem uma moeda forte, e a alta do dólar não é motivo de preocupação.

Nesta manhã, o presidente Jair Bolsonaro comentou as declarações de Guedes sobre o dólar, e disse que há prós e contras na alta da moeda. "Eu espero que caia [patamar do dólar], torço, assim como torço para que caia a taxa Selic [juros], torço para que aumente nossa credibilidade junto ao mundo. Agora, como eu disse, eu sou técnico de time de futebol, quem entra em campo são os 22 ministros. Paulo Guedes está jogando na Economia. Se você for analisar, na ponta da linha tem vantagens, prós e contras no dólar a R$ 4,21 como está agora", disse o presidente.

*Com Reuters

Veja mais economia de um jeito fácil de entender: @uoleconomia no Instagram.
Ouça os podcasts Mídia e Marketing, sobre propaganda e criação, e UOL Líderes, com CEOs de empresas.
Mais podcasts do UOL em uol.com.br/podcasts, no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts e outras plataformas.

Entenda como funciona o câmbio do dólar

UOL Notícias

Economia