PUBLICIDADE
IPCA
0,87 Ago.2021
Topo

Cotações

Após ataque dos EUA, ações da Petrobras operam em baixa

Do UOL, em São Paulo*

03/01/2020 11h57Atualizada em 17/01/2020 18h05

As ações da Petrobras passaram a operar em baixa, depois de uma abertura positiva nesta sexta-feira, influenciadas negativamente pelo ataque dos Estados Unidos matar general iraniano. Depois de passar todo o dia com leve variação positiva, por volta de 16h30, as ações preferenciais da Petrobras, que recebem dividendos primeiro (PETR4), passaram a recuar 0,13%. As ações ordinárias, que têm direito a voto (PETR3), perdiam 1,1%.

O ataque causou uma alta no preço global do petróleo. Com esse aumento, as empresas petrolíferas tendem a ganhar, o que seria favorável à Petobras. A petroleira brasileira consegue extrair petróleo do pré-sal a um custo da ordem de US$ 10 o barril. Assim, quando a cotação do petróleo sobe, a margem de lucro da companhia melhora.

Por outro lado, existe a preocupação dos investidores que o governo brasileiro possa intervir na companhia, impedindo a empresa de reajustar os preços dos derivados — gasolina e diesel.

"A Petrobras tem praticado o que ela se propôs em termos de preços de derivados de combustíveis. Agora, se houver uma situação em que o preço do petróleo ficar esticando muito mais que isso, existe o risco de a empresa alterar a política. Mas eu não arriscaria apostar nisso. Não vejo como uma tendência desse governo, de interferir na atividade da Petrobras no que diz respeito a preços de derivados", disse o economista-chefe do banco digital Modalmais, Alvaro Bandeira.

Hoje mais cedo, o presidente Jair Bolsonaro já disse que não pode tabelar nada.

Oficial morto era considerado herói no Irã

Um ataque aéreo coordenado pelos EUA no aeroporto de Bagdá matou o major-general Qassem Soleimani, arquiteto da crescente influência militar do Irã no Oriente Médio e um herói entre muitos iranianos e xiitas da região.

O líder supremo do Irã, aiatolá Ali Khamenei, disse que uma dura vingança aguarda os "criminosos" que mataram Soleimani.

O Iraque, o segundo maior produtor de petróleo da Opep (Organização dos Países Exportadores de Petróleo), exporta cerca de 3,4 milhões de barris de petróleo bruto por dia.

(*Com informações da Reuters)

Veja mais economia de um jeito fácil de entender: @uoleconomia no Instagram.
Ouça os podcasts Mídia e Marketing, sobre propaganda e criação, e UOL Líderes, com CEOs de empresas.
Mais podcasts do UOL no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts e outras plataformas

PUBLICIDADE

Cotações