Bolsas

Câmbio

Informações sobre o álbums
  • editoria:
  • galeria:
  • link: http://economia.uol.com.br/empreendedorismo/album/2013/09/11/clique-nas-fotos-para-ver-como-os-carros-sao-blindados.htm
  • totalImagens: 22
  • fotoInicial: 1
  • imagePath:
  • baixaResolucao: 0
  • ordem: ASC
  • legendaPos:
  • timestamp: 20130911172848
    • Empreendedorismo [12640];
Fotos

A empresa Concept Blindagens, em Mauá (SP), registrou aumento de 35% nos pedidos de blindagem, no segundo trimestre de 2013, por conta da alta na violência; por mês, cerca de 70 carros ganham a proteção antibala, com preços que variam de R$ 45 mil a R$ 75 mil Reinaldo Canato/UOL Mais

No processo de blindagem, o veículo precisa ser desmontado, ganhar revestimentos em aço e aramida (fibra sintética de alta resistência) e vidros especiais; na foto, funcionários da Concept Blindagens, em Mauá (SP), retiram partes do carro Reinaldo Canato/UOL Mais

Funcionários da Concept Blindagens, em Mauá (SP), retiram vidro original do carro durante processo de blindagem do veículo Reinaldo Canato/UOL Mais

Vidro traseiro original do carro é retirado por funcionários da Concept Blindagens, empresa de Mauá (SP) Reinaldo Canato/UOL Mais

Durante a blindagem, o veículo é coberto com plástico-bolha para evitar que a lataria original seja arranhada; pedidos de blindagem na Concept Blindagens, em Mauá (SP), subiram 35% no segundo trimestre de 2013 Reinaldo Canato/UOL Mais

Tanto o exterior como a parte interna do carro são cobertas com plástico-bolha para evitar riscos e arranhões durante o processo de blindagem na Concept Blindagens, em Mauá (SP) Reinaldo Canato/UOL Mais

As chapas de aço são cortadas na própria empresa de blindagem para que o encaixe em cada veículo seja perfeito; na foto, funcionário da Concept Blindagens utiliza máquina para cortar o material Reinaldo Canato/UOL Mais

Funcionário da Concept Blindagens, em Mauá (SP), aparafusa placa de aço no interior do carro; material ajuda a proteger ocupantes do veículo contra tiros de pistolas, revólveres e submetralhadoras Reinaldo Canato/UOL Mais

Para encaixar melhor as placas de aço no interior do veículo, funcionário da Concept Blindagens, em Mauá (SP), fura o material com o auxílio de uma máquina Reinaldo Canato/UOL Mais

As placas de aço que serão encaixadas nas divisórias entre as portas do carro precisam de cortes menores feitos, na foto, por funcionário da Concept Blindagens, em Mauá (SP) Reinaldo Canato/UOL Mais

Segundo a Abrablin (Associação Brasileira de Blindagem), o tipo de proteção mais comum nos carros é a de nível III-A, eficaz contra tiros de pistolas, revólveres e submetralhadoras; na foto, funcionário da Concept Blindagens aparafusa placa de aço no interior do veículo Reinaldo Canato/UOL Mais

Trabalhador da Concept Blindagens, de Mauá (SP), aparafusa placa de aço na coluna do carro, uma das partes do veículo mais vulneráveis a tiros Reinaldo Canato/UOL Mais

As mulheres representam 42,5% do total dos clientes que blindam os carros, segundo a Abrablin (Associação Brasileira de Blindagem); na foto, funcionário da Concept Blindagens, em Mauá (SP), usa torno mecânico para fazer arruelas de aço Reinaldo Canato/UOL Mais

Os pneus dos carros não são blindados no processo convencional, no entanto, são utilizadas cintas de aço que possibilitam aos carros rodarem mais quilômetros antes de os pneus murcharem Reinaldo Canato/UOL Mais

Funcionários da Concept Blindagens, em Mauá (SP), levam manta de aramida, um tipo de fibra sintética de alta resistência, para o corte; material ajuda a proteger o interior do veículo contra tiros e é mais leve do que o aço Reinaldo Canato/UOL Mais

O investimento inicial para abrir a Concept Blindagens, em Mauá (SP), foi de R$ 1,5 milhão, mas, ao longo dos três primeiros anos do negócio, os investimentos somaram R$ 4 milhões, segundo o empresário Rogério Garrubbo; na imagem, funcionário risca manta de aramida (fibra sintética de alta resistência) antes do corte Reinaldo Canato/UOL Mais

O preço para blindar um carro na Concept Blindagens, em Mauá (SP), pode variar de R$ 45 mil (para um Toyota Corolla) a R$ 75 mil (para um Jaguar); na foto, corte com serra elétrica da manta de aramida, um tipo de fibra sintética de alta resistência mais leve do que o aço, utilizada na blindagem dos carros Reinaldo Canato/UOL Mais

Trabalhador da Concept Blindagens, em Mauá (SP), instala manta de aramida (fibra sintética de alta resistência) no interior do veículo Reinaldo Canato/UOL Mais

Segundo a Abrablin (Associação Brasileira de Blindagem), o tipo de proteção mais comum nos carros é a de nível III-A, eficaz contra tiros de pistolas, revólveres e submetralhadoras; na foto, manta de aramida (fibra sintética de alta resistência) é instalada no interior do veículo Reinaldo Canato/UOL Mais

O vidro blindado de um veículo é mais grosso e composto por várias camadas de materiais diferentes, como poliuretano, poliéster e policarbonato; na imagem, funcionário da Concept Blindagens, de Mauá (SP), prepara-se para instalar o vidro no carro Reinaldo Canato/UOL Mais

Na foto, trabalhador da Concept Blindagens, em Mauá (SP), instala vidro blindado no carro Reinaldo Canato/UOL Mais

No segundo trimestre de 2013, a Concept Blindagens, de Mauá (SP), registrou aumento nos pedidos em torno de 35%; procura é tanta que o prazo para entrega do veículo subiu de 30 para 50 dias úteis, segundo o empresário Rogério Garrubbo Reinaldo Canato/UOL Mais

Clique nas fotos para ver como os carros são blindados

Últimos álbuns de Economia

UOL Cursos Online

Todos os cursos