Bolsas

Câmbio

Análise de currículo: veja os erros mais comuns

Do UOL, em São Paulo

  • Shutterstock

O UOL Empregos selecionou currículos enviados pelos internautas e pediu a especialistas de recursos humanos que analisassem o resumo profissional, sugerindo mudanças.

Currículo: veja os dez erros mais comuns e fuja deles

Deixamos cada consultor seguir seu estilo de análise: alguns preferem montar os resumos profissionais novamente, outros apenas inserem sua análise nos currículos -- todos os comentários dos especialistas estão em destaque.

Confira os currículos já analisados e as principais mudanças:

Informações sobre religião e vida familiar são desnecessárias
Como era
Como ficou
 

Descreva as atividades realizadas em cargos gerenciais
Como era
Como ficou
 

No campo "informática", especifique os softwares que você domina
Como era
Como ficou
 

Informe período, cargo e atividade exercida nas três últimas empresas
Como era
Como ficou
 

Evite usar siglas e denominações técnicas em suas experiências
Como era
Como ficou
 

Candidato deve ter alguns cuidados ao utilizar foto no currículo
Como era
Como ficou
 

Informe suas experiências e atividades já realizadas
Como era
Como ficou
 

Descreva atividades voluntárias e acadêmicas como experiência
Como era
Como ficou
 

Nunca deixe de preencher o objetivo profissional
Como era
Como ficou
 

Deixe clara a área para a qual pretende se candidatar
Como era
Como ficou
 

Elabore currículo com aparência simples
Como era
Como ficou
 

Evite colocar mais de um cargo no objetivo
Como era
Como ficou
 

Simplifique o objetivo e vá direto ao assunto
Como era
Como ficou
 

Seja mais específico
Como era
Como ficou
 

Guarde informações para a entrevista
Veja a análise completa
 

Escreva os resultados de trabalhos anteriores
Como era
Como ficou
 

Não coloque pretensão salarial
Como era
Como ficou
 

Cursos complementares têm de ter carga horária
Como era
Como ficou
 

Endereço é item obrigatório
 

Indique o período que permaneceu nas empresas
Como era
Como ficou
 

Fonte Arial, no corpo 11, é o padrão
Como era
Como ficou
 

Currículo não pode ser muito longo
Como era
Como ficou
 

Não coloque referências
 

Estagiário precisa dizer ano e horário do curso
 

Currículo não precisa de autoavaliação
 

Faltou o objetivo do profissional
 

Não é preciso explicar por que saiu do último emprego
Como era
Como ficou
 

Assistente administrativo tem de ser mais objetivo
 

Não é preciso colocar todas as áreas de atuação
Como era
Como ficou
 

Profissional experiente tem de resumir carreira
 

Jovem precisa focar interesse
 

Resultados precisam ser descritos
Currículo - como era
Currículo - como ficou
 

Inexperiente pode elencar o que aprende na faculdade
Currículo - como era
Currículo - como ficou
 

Internauta quer ser aprendiz; habilidades pessoais não são necessárias
 

Currículo não precisa de foto nem de todas as experiências
 

Contatos de referências profissionais não devem estar no resumo
 

Jovem sem experiência tem de destacar cursos
 

Não exagere na lista de qualificações e no histórico
 

Estrutura de tópicos facilita o trabalho do selecionador
 

Currículo tem de caber em uma página
 

Expectativas do profissonal não precisam ter destaque
 

Selecionador não quer ler descrição do candidato sobre si
 

Profissional não precisa dizer que é fumante
 

Blog pode estar no currículo se não houver informação muito informal
 

Aprenda a avaliar o nível de seu inglês
 

Currículo é breve, mas não pode faltar informação
 

Resumo profissional não precisa de capa
 

Dados não podem estar duplicados
 

Currículo pode ter somente as 4 últimas experiências

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Assine e receba em seu e-mail em dois boletins diários, as principais notícias do dia

UOL Cursos Online

Todos os cursos