Bolsas

Câmbio

Dá para pedir aumento de salário no meio da crise? Veja 7 dicas

Afonso Ferreira

Do UOL, em São Paulo

  • Getty Images

Com a economia em crise –são dois anos seguidos de recessão– e com 13,3 milhões de desempregados, muitos profissionais que estão no mercado de trabalho podem estar se perguntando se é possível pedir aumento de salário.

O momento não é o mais oportuno, de acordo com Luciana Tegon, consultora em recrutamento, seleção e recolocação de executivos. Segundo ela, muitas empresas estão reduzindo seu quadro de funcionários ou substituindo profissionais que ganham mais por trabalhadores menos experientes e com salários menores.

No entanto, ao mandar parte da equipe embora, algumas empresas podem acabar criando uma situação de acúmulo de funções para os profissionais que ficam. Nesses casos, pedir um aumento de salário é justificável, de acordo com a especialista.

"Quando um profissional assume as responsabilidades de um gestor ou de outras áreas que foram incorporadas à dele, pode ser o momento para negociar um aumento de salário", afirma Tegon.

Para o diretor-executivo da Bazz Estratégia em RH, Celso Bazzola, o profissional deve ter em mente que para pleitear um aumento de salário ele precisa apresentar resultados. Além disso, é importante respeitar o momento e a política salarial da empresa.

"Em um momento de crise, a expectativa de conseguir aumento salarial diminui, mas não é impossível, desde que se estabeleça uma estratégia prévia", diz Bazzola

Veja a seguir sete dicas dos dois especialistas para negociar um aumento de salário na empresa.

1. Tenha argumentos sólidos

Getty Images

Você precisa defender seu pedido de forma coerente. Para isso, mostre resultados conquistados na empresa e faça uma pesquisa que comprove que seu salário está abaixo da média do mercado para a mesma função.

2. Evite apontar motivos pessoais

Getty Images/iStockphoto

Estar endividado, com dificuldade de pagar as contas ou qualquer outro problema pessoal não é motivo para pedir aumento. A empresa não vai concordar em lhe pagar mais por sentir pena de você.

3. Diga o quanto se sente realizado por estar na empresa

Getty Images

Fale sobre as suas atividades e a sua importância no time. Reconheça as oportunidades dadas pela empresa e diga o quanto se sente realizado por trabalhar lá. As empresas consideram que podem perder um profissional comprometido –e de difícil reposição– ao negar um aumento.

4. Não se compare a um colega que teve aumento

Getty Images/iStockphoto/master1305

Alguns profissionais podem se sentir desvalorizados quando um colega do mesmo nível hierárquico consegue uma promoção. No entanto, jamais deve-se usar isso como argumento na hora de negociar um aumento salarial. Cada um tem sua trajetória e seu valor dentro da equipe. Ao comparar-se, você corre o risco de ouvir o que não quer e a questão pode ir para o lado pessoal.

5. Escolha o melhor momento

Thinkstock

Você pode "queimar" todas as chances de conseguir um aumento se não souber o melhor momento para negociar. É preciso escolher um dia em que o chefe tenha mais espaço na agenda e esteja sob menos pressão. Além disso, deve-se estar atento ao momento financeiro da empresa. Se ela estiver demitindo ou negando outros pedidos de aumento, talvez seja melhor esperar um pouco mais.

6. Nunca faça chantagens ou ameaças

Thinkstock

Em nenhuma hipótese você deve fazer ameaças ou dizer que vai procurar outra empresa, caso o aumento seja negado. Isso pode ser visto como falta de ética e a possibilidade do "sim" passa para a certeza do "não". As empresas sabem que podem perder o profissional se não atenderem ao pedido, portanto não precisa ser dito.

7. Estude formas alternativas de recompensa

Getty Images

Muitas vezes, a empresa tem outras formas de incentivo que não seja o aumento salarial. Uma delas é a concessão de bolsas parciais ou integrais em determinados cursos. Essa ajuda de custos não aumenta os impostos que a empresa paga e, por vezes, é mais fácil de ser aprovada pela diretoria. Além disso, essa formação pode ser levada em conta numa futura promoção.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos