Bolsas

Câmbio

Aposentado, veja 7 dicas para usar bem a primeira parcela do 13º salário

Do UOL, em São Paulo

  • Getty Images/iStockphoto/Salapao2u

Aposentados e pensionistas do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) começam a receber nesta sexta-feira (25) a primeira parcela do 13º salário, junto com o pagamento do benefício de agosto. O pagamento será feito até 8 de setembro e a maioria das pessoas deve receber a metade do valor do benefício. O restante será pago em novembro e dezembro.

O dinheiro extra na conta pode ser a ajuda que faltava para pagar dívidas e contas atrasadas. Para quem está com as contas em dia, pode ir direto para a poupança. Veja a seguir dicas dos especialistas Carolina Aragão, gerente do SerasaConsumidor, e Reinaldo Domingos, presidente da Abefin (Associação Brasileira de Educadores Financeiros).

1. Pague as dívidas e limpe o seu nome

Getty Images/iStockphoto

Se você tiver contas atrasadas ou parcelas de empréstimo a vencer, aproveite o dinheiro do 13º para quitar essas pendências. Caso esteja com o nome sujo, use esse dinheiro para tentar negociar a dívida e limpar seu nome.

2. Priorize contas essenciais ou com juros maiores

Getty Images

Em primeiro lugar, pague as contas essenciais do dia a dia, como luz, água, gás, aluguel e condomínio. Depois, o foco são as contas com juros mais altos (cartão de crédito e cheque especial, por exemplo). Em seguida, as parcelas de empréstimos e financiamentos.

3. Antecipe o pagamento de financiamentos

Getty Images

Se você não tem dívidas atrasadas, mas está pagando um financiamento ou empréstimo, aproveite o 13º para antecipar o pagamento e diminuir os juros ou a quantidade de parcelas pendentes. Lembre-se de pedir desconto nessas antecipações.

4. Guarde um pouco para os próximos meses

Thinkstock

Dezembro e janeiro estão logo ali e, com eles, vêm as contas extras, seja com o presentinho dos netos, ceia de Natal, IPTU ou IPVA, por exemplo. Então, é bom deixar uma parte do 13º para essas situações.

5. Faça uma reserva de emergência

Getty Images/iStockphoto

Após todo esse malabarismo, se ainda sobrar alguma parte do 13º, uma opção é fazer uma reserva de emergência. Assim, é possível passar por imprevistos –sejam positivos ou negativos– sem se endividar ou dar calote.

6. Gaste com consciência

Getty/iStock

Depois de tanto se esforçar para quitar as dívidas e deixar seu nome limpo, uma opção é usar o dinheiro do 13º salário para realizar algum objetivo que você já tinha. Pode ser uma TV nova, uma viagem ou outra coisa que você queria, mas não teve como comprar.

7. Coloque tudo no papel

Getty Images/iStockphoto

Para ter maior controle sobre seu dinheiro, anote todos os seus gastos por 30 dias, incluindo despesas pequenas e supérfluas. Assim, você saberá o que realmente é importante e o que pode ser cortado para economizar.

Se não sabe responder a estas 5 questões, será muito difícil ficar rico

UOL Cursos Online

Todos os cursos