IPCA
0.01 Jun.2019
Topo

Imposto de renda

Dúvidas do IR 2019


Não tenho direito a restituição do IR e ainda vou pagar imposto. Por quê?

2019-06-27T04:00:00

27/06/2019 04h00

A Declaração de Ajuste Anual do IR tem como objetivo principal comparar o imposto que foi recolhido ao longo do ano com o imposto devido apurado, que é calculado pela tabela progressiva do IR incidente sobre os rendimentos tributáveis.

Quando o contribuinte pagou mais imposto do que deveria ao longo do ano, terá como resultado, no final da declaração, um valor a restituir. Do contrário, terá imposto a pagar.

Veja também:

Como eu sei quando a minha restituição do Imposto de Renda vai sair?
Restituição do IR não saiu? Dá para antecipar, mas vai ter que pagar juros
Saiba como acompanhar a situação da sua declaração
Você pagará mais IR se saúde e educação não tiverem dedução; calcule aqui

E por que pagar mais imposto?

Uma das principais causas de imposto a pagar na Declaração de Ajuste é o fato de o contribuinte ter várias fontes pagadoras: pode trabalhar em dois (ou mais) lugares diferentes ou receber aposentadoria e continuar trabalhando, por exemplo.

Ao longo do ano, cada fonte pagadora vai fazendo suas retenções de imposto de acordo com a tabela progressiva e usando as deduções necessárias. É na declaração de ajuste, portanto, que se verifica este resultado.

Atenção às deduções permitidas

Muitos outros fatores podem afetar o resultado da sua declaração. Por isso é tão importante dedicar tempo e atenção ao preenchimento do documento, fazendo diferentes simulações, de forma a comparar resultados e escolher o mais vantajoso.

É o caso, por exemplo, das deduções permitidas por lei. O contribuinte pode optar pelo modelo simplificado da declaração e seguir a dedução padrão de 20% sobre a base de cálculo do imposto ou, caso tenha muitas despesas a deduzir, pode escolher o modelo completo e relacionar todas as despesas dedutíveis, de forma a abater imposto, como a inclusão de dependentes e os gastos realizados com saúde e educação.

Rendimentos do dependente

O fato de incluir dependentes na declaração de Imposto de Renda deve ser analisado com cautela. Se, por um lado, o contribuinte tem direito a deduções das despesas realizadas por dependente, precisa também informar qualquer renda recebida por cada um deles, tais como salário, pensão alimentícia, rendimentos de aluguéis, renda de aposentadoria, investimentos realizados etc. Novamente, a recomendação de simular diferentes situações é fundamental.

Juntos ou separados?

Os casais devem ficar bastante atentos na hora de declarar IR. Além da simulação entre modelo completo e simplificado, devem também verificar se vale mais a pena fazer a declaração juntos (os dados de ambos no mesmo documento) ou separados (cada um apresenta a sua declaração).

No caso de terem filhos, esta simulação também é importante, para poderem verificar se devem incluir os dependentes na declaração conjunta, ou, no caso de declararem separadamente, se esses dados devem entrar na declaração do cônjuge que ganha mais ou do que ganha menos.

Todo este processo faz parte do planejamento tributário e deve ser levado em consideração nos seus cuidados com as finanças pessoais.

Caiu na malha fina? Veja orientações da Receita

UOL Notícias

Mais Dúvidas do IR 2019