PUBLICIDADE
IPCA
-0,38 Mai.2020
Topo

IR 2020:Não tenho direito a restituição e ainda vou pagar imposto. Por quê?

Colaboração para o UOL, de São Paulo

18/03/2020 13h03Atualizada em 01/04/2020 21h58

A declaração do Imposto de Renda tem como objetivo comparar o imposto que foi pago ao longo do ano com o imposto devido, que é calculado pela tabela progressiva, incidente sobre os rendimentos tributáveis.

Se você pagou mais imposto do que deveria ao longo do ano, no final da declaração o programa irá apontar um valor a restituir. Do contrário, terá imposto a pagar.

Ter mais de uma fonte de renda aumenta o imposto

Uma das principais causas de imposto a pagar na declaração de ajuste é o fato de o contribuinte ter várias fontes pagadoras. Você pode trabalhar em dois (ou mais) lugares diferentes ou receber aposentadoria e continuar trabalhando, por exemplo.

Ao longo do ano, cada fonte pagadora retém imposto de acordo com a tabela progressiva e faz as deduções permitidas. Porém, é na declaração de ajuste que se verifica o resultado da soma das rendas e dos valores de imposto retidos na fonte.

Deduções permitidas ajudam a reduzir imposto

Outros fatores podem afetar o resultado da sua declaração. Por isso, é importante dedicar tempo e atenção ao preenchimento do documento, fazendo diferentes simulações, de forma a comparar resultados e escolher o mais vantajoso.

Por exemplo, o contribuinte pode optar pelo modelo simplificado da declaração e usar uma dedução padrão de 20% sobre a base de cálculo do imposto.

Mas, se você tiver muitas despesas que permitem dedução, como dependentes, saúde e educação, pode ser melhor fazer o modelo completo da declaração e relacionar todas as despesas de forma a abater o imposto.

Rendimentos do dependente também aumentam imposto

O fato de incluir dependentes na declaração de Imposto de Renda deve ser analisado com cautela. O contribuinte tem direito a deduzir as despesas realizadas por cada dependente.

Porém, precisa também informar qualquer renda recebida por eles, como salário, pensão alimentícia, aluguéis ou aposentadoria. Por isso é importante simular as diferentes situações, como declarar com e sem dependentes.

Casal deve simular declaração em conjunto e em separado

Casais também precisam fazer simulações da declaração. Além de comparar os resultados entre o modelo completo e o simplificado, o casal deve verificar se vale mais a pena fazer a declaração em conjunto, ou seja, informar as rendas e deduções de ambos no mesmo documento, ou em separado, isto é, cada um apresenta a sua declaração.

Se o casal tiver filhos, pode inclui-los como dependentes na declaração conjunta. Mas, se a opção for pela declaração em separado, o ideal é incluir os filhos na declaração do cônjuge que ganha mais.

Outra opção é distribuir os filhos entre as declarações. Só tome cuidado para não informar o mesmo filho nas duas declarações, o que pode levar o casal para a malha fina.

O que você precisa saber sobre IR 2020

Tire suas dúvidas com um especialista no grupo do UOL
Faça o download do programa para declarar
Quer pagar menos imposto? Veja lista do que pode descontar ou não
Já conferiu se você tem mesmo de declarar neste ano?
Prazo vai até 30 de junho, e multa pode ser bem maior do que parece
Leia respostas às principais dúvidas sobre a declaração

Veja mais economia de um jeito fácil de entender: @uoleconomia no Instagram.
Ouça os podcasts Mídia e Marketing, sobre propaganda e criação, e UOL Líderes, com CEOs de empresas.
Mais podcasts do UOL em uol.com.br/podcasts, no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts e outras plataformas.

Bolsonaro diz que vai insistir para aumentar isenção no Imposto de Renda

UOL Notícias

Imposto de renda