IPCA
0,46 Jun.2024
Topo

IR 2023: é o último fim de semana para fazer declaração; veja como fazer

Prazo para entregar o Imposto de Renda 2023 termina em 31 de maio - Pixabay
Prazo para entregar o Imposto de Renda 2023 termina em 31 de maio Imagem: Pixabay

Colaboração para o UOL, de São Paulo

27/05/2023 04h00

Os contribuintes têm menos de uma semana para entregar a declaração do Imposto de Renda 2023. Mais de 7 milhões de brasileiros ainda não enviaram à Receita Federal suas declarações.

Prazo do Imposto de Renda 2023

O prazo final para enviar o documento sem multa termina no dia 31 de maio. Desde o dia 15 de março, os contribuintes podem declarar seus rendimentos e despesas referentes ao ano de 2022.

Até às 14h de sexta-feira (26), 31,4 milhões de declarações haviam sido enviadas à Receita Federal. A expectativa do governo é receber entre 38,5 milhões e 39,5 milhões de declarações em 2023. No ano passado, foram entregues 36,3 milhões.

A multa por atraso na entrega do Imposto de Renda é de, no mínimo, R$ 165,74. A penalidade para o contribuinte que fizer a declaração fora do prazo pode chegar até 20% do imposto devido mais juros.

A declaração deste ano trouxe algumas novidades. Entre elas estão o recebimento da restituição por Pix e o reforço da declaração pré-preenchida. Essa opção passou a ter mais fontes de dados atualizados de 2022, como bancos, imóveis, fundos de investimentos e criptoativos. A pré-preenchida também ganhou um estímulo à sua adoção: neste ano, quem usar a ferramenta tem uma prioridade na fila de restituição.

Veja as regras do IR 2023 e o passo a passo para fazer a declaração.

Quem precisa declarar?

  • Quem recebeu rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70 em 2022. O valor é o mesmo da declaração do ano passado
  • Quem ganhou mais de R$ 40 mil isentos, não tributáveis ou tributados na fonte no ano (como indenização trabalhista ou rendimento de poupança)
  • Quem obteve em 2022, ganho de capital na venda de bens ou direitos (casa, por exemplo), sujeito à incidência do imposto, ou realizou operações na Bolsa ou no mercado de capitais cuja soma foi superior a R$ 40 mil ou com apuração de ganhos líquidos sujeitas à incidência do imposto
  • Quem recebeu mais de R$ 142.798,50 em atividade rural (agricultura, por exemplo) ou tem prejuízo rural a ser compensado no ano-calendário de 2022 ou nos próximos anos
  • Quem era dono de bens, inclusive terra nua, no valor de mais de R$ 300 mil
  • Quem passou a morar no Brasil em qualquer mês de 2022 e ficou aqui na condição de residente até 31 de dezembro

Como declarar

Antes de iniciar o preenchimento da sua declaração, providencie e tenha à mão os documentos necessários.

Em seguida, baixe o programa no site da Receita Federal:

A declaração pode ser preenchida online, no portal e-CAC, sem precisar instalar no computador. Também é possível declarar no aplicativo Meu Imposto de Renda, para celular e tablet.

Quando a restituição será paga?

Como no ano passado, serão cinco lotes de pagamento. A consulta ao primeiro lote da restituição do Imposto de Renda 2023 já foi liberada. Confira o calendário completo:

  • 1º lote: 31 de maio
  • 2º lote: 30 de junho
  • 3º lote: 31 de julho
  • 4º lote: 31 de agosto
  • 5º lote: 29 de setembro

O Imposto de Renda é uma declaração que deve ser realizada por pessoas e empresas à Receita Federal anualmente. No documento, devem ser relatados todos os rendimentos ganhos ao longo daquele período. Por meio da declaração, o governo analisa quais tributos já foram pagos pelo contribuinte e se o declarante deve receber restituição ou pagar algum valor de acordo com a tabela preestabelecida. Veja abaixo todas as notícias e informações sobre o Imposto de Renda 2024.