IPCA
0,83 Abr.2024
Topo

Imposto de Renda 2023: Perdeu o prazo da declaração? Saiba o que fazer

Caio Borges
Imagem: Caio Borges

Colaboração para o UOL, de São Paulo

01/06/2023 00h01

O prazo para enviar a declaração do Imposto de Renda 2023 terminou nesta quarta-feira às 23h59. Agora, quem não entregou a declaração terá que pagar multa à Receita Federal para enviar o ajuste anual de rendimentos.

O número de declarações entregues ao governo superou a expectativa da Receita Federal e atingiu um novo recorde. Foram enviadas até o prazo final um total de 41,15 milhões. Desse total, 24% utilizaram a modalidade pré-preenchida.

O que você precisa saber?

A reabertura dos envios é liberada às 8h desta quinta-feira, 1º de junho. O contribuinte pode fazer a entrega atrasada da mesma maneira: com o programa para computadores do Imposto de Renda 2023, pelos apps para celulares e tablets 'Meu Imposto de Renda' e pelo site da Receita Federal.

Se você ainda não baixou o programa do Imposto de Renda 2023, veja aqui como fazer isso.

Para entregar a declaração após o prazo, é preciso pagar a multa e os juros pelo atraso. O próprio programa gera um Darf ao tentar transmitir a declaração em atraso.

Também é possível emitir o Darf pelo portal e-CAC, na opção Meu Imposto de Renda. O prazo para pagamento da multa é de 30 dias.

Multa

A multa por atraso na entrega é de no mínimo R$ 165,74. Isso vale para quem não tem imposto a pagar.

Para quem tem imposto a pagar, pode ficar bem mais caro. A multa nesse caso começa em 1% ao mês sobre o imposto devido, e pode chegar até 20% desse valor, mais os juros proporcionais à taxa Selic —hoje em 13,75% ao ano.

Porém, atenção: imposto devido é diferente de imposto a pagar. Por isso, a multa por atraso pode ser bem mais salgada do que parece. Veja nessa reportagem a diferença entre imposto devido e a pagar. Veja aqui como é feito o cálculo da multa.

Multa pode ser deduzida da restituição

Se você tem direito à restituição, também está sujeito ao pagamento da multa por atraso na entrega. Atenção: o cálculo da multa é feito sobre o imposto devido.

O contribuinte terá 30 dias para pagar a multa. Se não pagar nesse período, a Receita começa a cobrar juros que começa em 1% do e pode chegar até a 20% do valor do imposto devido. A multa ainda é acrescida de juros proporcionais à taxa Selic até a data de pagamento da restituição.

O valor da restituição será corrigido proporcionalmente pela Selic desde 1º de junho até a data do crédito na conta do contribuinte, mas virá descontada do valor corrigido da multa.

Declaração retificadora

O contribuinte que enviou a declaração incompleta ou com erros também poderá enviar a declaração retificadora a partir das 8h do dia 1º de junho. Neste caso, não há cobrança de multa por atraso.

Porém, se a retificação implicar em uma diferença de IR a pagar, o contribuinte será punido. Nesse caso, será preciso pagar multa pelo atraso no pagamento dessa diferença de imposto.

A multa por atraso é de 0,33% ao dia sobre o valor do imposto a pagar, até o limite de 20%, acrescida de juros de 1% mais a taxa Selic proporcional aos meses de atraso. Leia nesta reportagem o passo a passo completo para entregar a declaração retificadora.

Punições

Quem não enviar a declaração à Receita pode ter várias dificuldades. Além da multa por atraso, o contribuinte pode ter problemas como:

  • Bloqueio do CPF
  • Cair na malha fina e ser convocado pela Receita Federal a dar explicações
  • Receber novas multas da Receita
  • Ser investigado e processado por crimes como sonegação fiscal (pena de até dois anos de reclusão) e evasão de divisas (pena de até seis anos de reclusão)

O Imposto de Renda é uma declaração que deve ser realizada por pessoas e empresas à Receita Federal anualmente. No documento, devem ser relatados todos os rendimentos ganhos ao longo daquele período. Por meio da declaração, o governo analisa quais tributos já foram pagos pelo contribuinte e se o declarante deve receber restituição ou pagar algum valor de acordo com a tabela preestabelecida. Veja abaixo todas as notícias e informações sobre o Imposto de Renda 2024.