PUBLICIDADE
IPCA
0,47 Mai.2022
Topo

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Quais os impactos de mais uma intervenção do governo na Petrobras?

José Mauro Ferreira Coelho é demitido da presidência da Petrobras após 40 dias - Valter Campanato/Agência Brasil
José Mauro Ferreira Coelho é demitido da presidência da Petrobras após 40 dias Imagem: Valter Campanato/Agência Brasil
Conteúdo exclusivo para assinantes

Research do PagBank

24/05/2022 17h41

Ações da Petrobras têm apresentado baixa nesta terça-feira (24) após mais uma troca na presidência da empresa.

As ações preferenciais (PETR4) fecharam em baixa de 2,92%, e as ações ordinárias (PETR3) com redução de 2,85% — após apresentarem baixa de mais de 10% no início da manhã.

Dividendos

Cabe destacar que os papéis da companhia ficaram ex-dividendos a partir de hoje, também levando a um ajuste no valor dos ativos. O valor dos dividendos foi de R$ 3,715 por ação (preferencial ou ordinária) em circulação.

O pagamento será realizado em duas parcelas iguais, sendo que a primeira parcela, no valor de R$ 1,857 por ação preferencial e ordinária em circulação, será paga em 20 de junho; e a segunda, do mesmo valor, será pago no dia 20 de julho de 2022.

Mais uma mudança de comando

O mercado reagiu negativamente a mais uma troca no comando da Petrobras, com o anúncio feito pelo Ministro de Minas e Energia, Adolfo Sachsida, sobre a demissão de José Mauro Coelho, após 40 dias no cargo.

O nome indicado para ocupar o cargo é Caio Paes de Andrade, que se tornará o quarto comandante durante o governo Bolsonaro e o terceiro a assumir o cargo em 2022.

A mudança no alta escalão da Petrobras evidencia o descontentamento do presidente Jair Bolsonaro (PL) com a política de preços de combustíveis adotada pela companhia.

Ainda é esperado mais mudanças na gestão da empresa, desta vez, em seu Conselho, haja vista que o grupo montado foi feito pelo ex-ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque — que foi demitido por Bolsonaro após o anúncio de reajustes do óleo e diesel pela empresa.

Agora com Sachsida no Ministério, é mais do que provável a alteração não só na presidência, como ocorreu, mas também em seu Conselho.

Como ficam os preços de combustíveis?

Vale lembrar que o governo não pode mudar diretamente a decisão de preços da empresa. Somente o presidente e os conselheiros podem alterar a política de preços.

Mesmo que a paridade internacional de preços, política vigente na estatal, seja importante para manter uma oferta saudável de combustíveis para o país e números positivos para a empresa, o governo deseja o contrário.

Isso é, o governo solicita alteração na política de preços e reajustes mais espaçados, além de uma trégua nos preços enquanto houver volatilidade no preço do barril do petróleo por conta da guerra da Rússia com a Ucrânia.

Quando o novo presidente deve assumir?

Para ser aceito como presidente da Petrobras, Andrade primeiro tem de ser aprovado como presidente do Conselho da estatal em Assembleia Geral Extraordinária — que deve ser agendada em breve, segundo informações da Petrobras.

O artigo 17 da lei das estatais estabelece que os membros do Conselho de Administração e os indicados para os cargos de diretor, inclusive o presidente, devem ter experiência profissional de, no mínimo, dez anos no setor público ou privado, na área de atuação da empresa pública ou da sociedade de economia mista.

Com isso, ainda não se tem uma clareza se o Caio Paes de Andrade atenderá aos requisitos do estatuto da Petrobras, uma vez que tem menos de dois anos de experiência no setor.

Impactos das intervenções governamentais sobre a empresa

A companhia tem apresentado excelentes desempenhos, com ganhos em todas suas linhas do balanço, além de manter o foco nos desinvestimentos para equilibrar a sua dívida — que vem reduzindo bastante.

O seu múltiplo EV/Ebitda, indicador que divide o valor de mercado da empresa pelo Ebitda (lucro antes dos juros, impostos, amortização e depreciação), é menor que de outras petrolíferas — chega a ser até 2,1 vezes menor.

Vale lembrar que com esse indicador é possível saber em quantos anos a companhia consegue "se pagar". Quanto menor o tempo, mais barata a empresa está.

A Petrobras também tem mostrado um menor preço/lucro (P/L) em relação aos seus pares de mercado, em até 2,8 vezes menor. O P/L é calculado dividindo o preço da ação pelo lucro por ação (LPA). O P/L indica ao investidor quão disposto o mercado está a pagar pelos resultados da companhia.

Outro ponto alto de seus números foi a sua boa geração de caixa, propiciando bons proventos. No entanto, a tendência é que seus papéis na Bolsa de Valores continuem oscilando bastante, sendo afetados pelas intervenções do governo, podendo ter mudanças drásticas em seus números e na continuidade do fluxo de dividendos.

Vale investir em ações da Petrobras?

Desta forma, preferimos investir no setor de petróleo via outros ativos, como a Petrorio (PRIO3) — que está em nossa carteira sugerida SuperPag.

Ainda vislumbramos bons resultados para o setor, dado o aumento no preço do barril do petróleo e em particular da Petrorio — com a efetivação da aquisição de parte dos campos de Albacora Leste da Petrobras (PETR4), anunciado no final do mês de abril. Essa aquisição irá agregar os futuros resultados da companhia.

Continuamos confiantes com as ações da PetroRio e destacamos que ela tem baixo custo de extração, o que ajuda a empresa a passar por momentos de grande volatilidade no preço do barril do petróleo.