IPCA
0,42 Fev.2024
Topo

OPINIÃO

Prévia do PIB reforça projeções otimistas para a economia

Marcelo Casal Jr./Agência Brasil
Imagem: Marcelo Casal Jr./Agência Brasil

Rafael Bevilacqua

16/09/2022 09h35

Esta é a versão online da edição de hoje da newsletter Por Dentro da Bolsa. Para assinar este e outros boletins e recebê-los diretamente no seu email, cadastre-se aqui.

Foi divulgada na quinta-feira (15) a mais recente leitura do Índice de Atividade Econômica (IBC-Br) do Banco Central, um importante indicador que funciona como uma prévia do resultado do Produto Interno Bruto (PIB). O indicador teve alta de 1,17% em julho, superando por muito as estimativas, que rondavam a faixa de 0,3%. Cada vez mais, o mercado tem elevado as projeções para o PIB brasileiro em 2022, o que deve ficar evidente no Relatório de Mercado Focus da próxima semana.

Dessa forma, o Brasil deve encerrar este ano com um crescimento maior do que o esperado, com muitas projeções indicando algo entre 2,5% e 3% de expansão da atividade, e com a menor taxa de desemprego dos últimos anos, além de uma inflação mais próxima do teto da meta em comparação com o ano passado.

Contudo, há uma série de desafios a serem enfrentados nos próximos anos para garantir que o Brasil retome o caminho do crescimento, e o momento não é de euforia.

Mesmo se destacando entre os mercados emergentes, a situação fiscal brasileira e a incerteza com o cenário político são fatores que trazem preocupação aos investidores domésticos e internacionais, impedindo que a Bolsa volte a quebrar recordes e inviabilizando o recuo do dólar abaixo de R$ 5.

Com uma dívida pública bruta equivalente a 78,3% do PIB e uma sequência de déficits primários que dura desde 2014, é imprescindível retomar as rédeas da trajetória fiscal brasileira, cortando gastos para que a União volte a ser superavitária e consiga trazer a dívida pública a patamares saudáveis.

Apenas com um endividamento sob controle e com a perspectiva de um Estado superavitário é que podemos projetar um crescimento consistente e sustentável para a economia brasileira, com geração de emprego e renda para a população.

Leia no 'Investigando o Mercado' (exclusivo para assinantes UOL, que possuem acesso integral ao conteúdo de UOL Investimentos): informações sobre os planos da Netflix para o futuro.

Um abraço,

Rafael Bevilacqua
Estrategista-chefe e sócio-fundador da Levante

**********
NA NEWSLETTER CARTEIRA RECOMENDADA

A newsletter Carteira Recomendada mostra dados sobre as empresas de saneamento, que cuidam de abastecimento de água e tratamento de esgoto. Veja vantagens e desvantagens de investir num setor tão essencial para a vida humana. Para se cadastrar e receber a newsletter semanal, clique aqui.

Queremos ouvir você

Tem alguma dúvida ou sugestão sobre investimentos? Mande sua pergunta para duvidasparceiro@uol.com.br.

Este material foi elaborado exclusivamente pela Levante Ideias e pelo estrategista-chefe e sócio-fundador Rafael Bevilacqua (sem qualquer participação do Grupo UOL) e tem como objetivo fornecer informações que possam auxiliar o investidor a tomar decisão de investimento, não constituindo qualquer tipo de oferta de valor mobiliário ou promessa de retorno financeiro e/ou isenção de risco . Os valores mobiliários discutidos neste material podem não ser adequados para todos os perfis de investidores que, antes de qualquer decisão, deverão realizar o processo de suitability para a identificação dos produtos adequados ao seu perfil de risco. Os investidores que desejem adquirir ou negociar os valores mobiliários cobertos por este material devem obter informações pertinentes para formar a sua própria decisão de investimento. A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço pode aumentar ou diminuir, podendo resultar em significativas perdas patrimoniais. Os desempenhos anteriores não são indicativos de resultados futuros.