Só para assinantesAssine UOL

BrasilAgro (AGRO3) tem prejuízo líquido de R$ 5,82 milhões no 2T24; confira

A BrasilAgro (AGRO3) reportou um prejuízo líquido total de R$ 5,822 milhões no segundo trimestre da safra 2023/2024 (2T24), contra perdas de R$ 12,881 milhões no segundo trimestre da safra 2022/2023 (2T23), segundo relatório divulgado na quarta-feira (7).

No 2T24, a receita líquida total da BrasilAgro foi de R$ 155,687 milhões, queda de 15% frente aos R$ 183,032 milhões registrados no 2T23.

Já o Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado ficou negativo em R$ 12,615 milhões, contra um Ebitda ajustado positivo de R$ 17,128 milhões do 2T23.

Ainda de acordo com o balanço da BrasilAgro, o valor com venda de fazendas tombou 83% na base anual, passando de R$ 28,093 milhões no 2T23 para R$ 4,752 milhões no 2T24.

"O ano de 2024 começou desafiador para o agronegócio, tanto do lado comercial, quanto do lado do clima. E mais uma vez, o planejamento estratégico e a visão integrada das cadeias produtivas se tornam cada vez mais importantes para as empresas do setor", pontua André Guillaumon, CEO da BrasilAgro.

Projeções para a safra 2023/2024 da BrasilAgro

Conforme informado pela BrasilAgro no trimestre passado, devido à alta volatilidade no preço do milho, que acabou comprimindo as margens, a companhia alterou o mix de área plantada para a safra 23/24 em relação ao orçamento inicial.

"Projetamos reduzir em 7% a área total plantada em comparação à estimativa inicial. Já em relação à safra passada, a área plantada cresceu 10%", diz a companhia.

Assim, com a diminuição da área plantada, a BrasilAgro projeta reduzir em 17% a produção de grãos e algodão, comparado à estimativa inicial.

Continua após a publicidade

"Nos cultivares de milho, além da diminuição de área, na Bahia, tivemos redução de produtividade devido à irregularidade de distribuição de chuvas, afetando as lavouras no seu período vegetativo, provocando diminuição de produtividade", acrescenta.

Desempenho das ações de BrasilAgro

No fechamento de quarta-feira (7), as ações de BrasilAgro fecharam em alta de 1,53%, a R$ 24,63.

Este material foi elaborado exclusivamente pelo Suno Notícias (sem nenhuma participação do Grupo UOL) e tem como objetivo fornecer informações que possam auxiliar o investidor a tomar decisão de investimento, não constituindo nenhum tipo de oferta de valor mobiliário ou promessa de retorno financeiro e/ou isenção de risco. Os valores mobiliários discutidos neste material podem não ser adequados para todos os perfis de investidores que, antes de qualquer decisão, deverão realizar o processo de suitability para a identificação dos produtos adequados ao seu perfil de risco. Os investidores que desejem adquirir ou negociar os valores mobiliários cobertos por este material devem obter informações pertinentes para formar a sua própria decisão de investimento. A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço pode aumentar ou diminuir, podendo resultar em significativas perdas patrimoniais. Os desempenhos anteriores não são indicativos de resultados futuros.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes

As mais lidas agora